twitter

Cursos livres de Chinês com inscrições abertas na UMinho

Cursos livres de Chinês com inscrições abertas na UMinho
Fotografia DR

Redação

Publicado em 06 de outubro de 2023, às 11:26

O Instituto Confúcio da Universidade do Minho (ICUM) tem abertas as inscrições para os seus cursos livres de Chinês Turístico e Comercial, de Língua e Cultura Chinesas, de Chinês como Primeira Língua e, ainda, de Wushu Kung-fu.

Decorre a última semana de inscrições nos cursos de Língua e Cultura Chinesas, Chinês Turístico e Comercial, Chinês como Primeira Língua e Wushu Kung-fu que iniciam em outubro 

O Instituto Confúcio da Universidade do Minho (ICUM) tem abertas as inscrições para os seus cursos livres de Chinês Turístico e Comercial, de Língua e Cultura Chinesas, de Chinês como Primeira Língua e, ainda, de Wushu Kung-fu. 

  O primeiro arranca a 14 de outubro e decorre até junho de 2024, ao sábado de manhã, no campus de Gualtar, em Braga. O segundo inicia a 10 de outubro e com duas opções: à terça e quinta-feira, das 18h30 às 20h00, no campus de Gualtar; ou à terça e quinta-feira, à mesma hora, no campus de Azurém, em Guimarães. 

Chinês Turístico e Comercial é oferecido nos níveis básico, intermédio e avançado. O nível básico I permite o conhecimento geral daquela língua e de como difere da escrita alfabética. Há ferramentas audiovisuais para apoio à aula e ao estudo pessoal dos alunos que vão ainda dominar vocabulário e expressões para comunicações comuns e habituar-se à escrita e leitura ideográfica. No final, os participantes terão um certificado de participação e ficarão aptos para o nível 1 do Exame Oficial de Língua Chinesa (HSK), o único que reconhece o nível de Chinês em qualquer parte do mundo. Já nos outros níveis do curso desenvolve-se a expressão oral e escrita, a compreensão auditiva e textual e o conhecimento e a sensibilidade culturais, em particular para o turismo e comércio, garantindo também preparação para os níveis seguintes do exame HSK.

Língua e Cultura Chinesas é oferecido nos níveis básico e intermédio e tem um contexto similar de 90 horas, embora proporcionando diversas unidades culturais sobre o quotidiano, os ambientes profissionais, a geografia, a história e a cultura chinesas, essenciais para vencer barreiras comunicacionais interculturais. 

 

Para sino-descendentes e crianças 

  Já o curso de Chinês como Primeira Língua destina-se a chineses que cresceram ou nasceram em Portugal. A maioria deles é fluente na oralidade, por isso o objetivo é aprofundar, sobretudo, o conhecimento daquele idioma a nível escrito e gramatical, sempre com apoio audiovisual na aula e pós-aula. A formação começa a 14 de outubro e decorre até junho de 2024 no campus de Gualtar, sempre ao sábado das 14h30 às 17h30, num total de 90 horas. 

  

Praticar wushu kung-fu 

  Entretanto, a 16 de outubro também tem início o curso de wushu kung-fu, que alia práticas ancestrais e princípios modernos de desporto. As aulas são à segunda e quarta-feira, das 8h30 às 9h30, no Complexo Desportivo do campus de Gualtar. Os professores são Alexandre Oliveira e Ana Rita Rego, responsáveis pela multipremiada Escola Jing-she. O wushu é candidato a modalidade olímpica, conta com mais de 150 federações filiadas no mundo e tem gerado uma adesão exponencial nas suas diversas vertentes. 

  

Pode obter-se mais informações sobre os cursos, inscrições e preços através do email [email protected]