Fotografia: Universidade do Minho/DR

Morreu o professor Vítor Aguiar e Silva

Vítor Aguiar e Silva foi professor catedrático da atual Escola de Letras, Artes e Ciências Humanas da Universidade do Minho e recebeu em 2020 o Prémio Camões.

João Pedro Quesado
12 Set 2022

Faleceu esta segunda-feira, aos 82 anos, Vítor Aguiar e Silva, professor emérito e catedrático da Universidade do Minho (UM) que fundou e dirigiu o Centro de Estudos Humanísticos.

Professor da Universidade do Minho desde 1989, Vítor Aguiar e Silva foi professor catedrático do Instituto de Letras e Ciências Humanas – atual Escola de Letras, Artes e Ciências Humanas (ELACH) –, fundou e dirigiu o Centro de Estudos Humanísticos e a revista Diacrítica. Foi ainda vice-reitor da UM entre junho de 1990 e julho de 2002, quando se aposentou.

Nesse mesmo ano foi distinguido com o Prémio Vergílio Ferreira, a que se seguiram o Prémio Vida Literária, da Associação Portuguesa de Escritores, em 2007, e o Prémio Vasco Graça Moura – Cidadania Cultural, em 2018. Em 2004 foi agraciado pelo então Presidente da República, Jorge Sampaio, com a Grã-Cruz da Ordem da Instrução Pública.

Recebeu, em 2020, o Prémio Camões, o mais importante prémio literário de língua portuguesa, que considerou, em entrevista, “o coroamento de uma vida de trabalho”.

Vítor Aguiar e Silva foi também colaborador do Diário do Minho entre maio de 2017 e abril de 2022.

Para o reitor da UM, Rui Vieira de Castro, foi “um nome maior da Universidade Portuguesa” e deixou a sua ação “inscrita de forma indelével na história da Universidade do Minho”.

O reitor afirma que a obra científica de Vítor Aguiar e Silva “marcou decisivamente os campos dos estudos literários e da teoria da literatura, do ensino da língua portuguesa e das políticas de língua” e que teve “um grande impacto em gerações sucessivas de estudantes, tendo contribuído profundamente para a reconfiguração dos estudos literários em Portugal”. O professor era um dos mais reconhecidos especialistas na obra de Luís de Camões a nível mundial.

Rui Vieira de Castro deixou “as mais sentidas condolências à família e aos amigos do Professor Aguiar e Silva”, e manifestou “a sentida e perene gratidão da nossa comunidade universitária pela sua atividade e exemplo”.

Em 2021, a Associação Portuguesa de Escritores e a Câmara Municipal de Braga lançaram o Prémio Vida Literária Vítor Aguiar e Silva que, com o valor de 25 mil euros, é atribuído de dois em dois anos.





Notícias relacionadas


Scroll Up