twitter

Álvaro Pacheco diz que 'foi fácil' chegar a acordo com o Vasco da Gama

Álvaro Pacheco diz que 'foi fácil' chegar a acordo com o Vasco da Gama
Fotografia Vasco

Redação

Publicado em 31 de maio de 2024, às 20:24

Treinador foi apresentado hoje pelo clube carioca

Confirmado como novo treinador do Vasco da Gama há mais de uma semana, Álvaro Pacheco foi oficialmente apresentado hoje no Rio de Janeiro e falou sobre o início do interesse em ir para o Brasil.

O ex-treinador do Vitória SC, que apresentou uma queixa-crime por difamação contra o presidente do clube de Guimarães, disse que o acordo com o emblema 'carioca' foi facilmente alcançado.

"Quando surgiu o interesse, sem dúvida nenhuma, foi facilmente que chegamos ao acordo. Eu tinha o desejo e o interesse e um desejo de vir para este campeonato, que se calhar é um dos mais competitivos ao nível mundial, até pela envolvência e pela história que estas equipas têm, e isso obriga a nós, treinadores, a crescermos", disse Pacheco em conferência de imprensa.

O treinador lembrou que viu um dérbi do Vasco frente ao Fluminense há um ano e meio no Rio de Janeiro, e até comprou uma camisola da sua atual equipa.

"Eu sei da história do Vasco da Gama, foi fundado por portugueses, há uma ligação muito grande, é uma história bonita, o clube é pioneiro em tudo, até pelas lutas que teve na sua história, e aquilo que sou enquanto homem e treinador é um casamento perfeito", analisou.

A saída de Álvaro Pacheco do Vitória foi confirmada no último dia 15 pelo presidente António Miguel Cardoso.

Numa conferência de imprensa, o dirigente disse que o treinador lhe comunicou que pretendia reunir-se com representantes de um clube brasileiro, e perguntou se o presidente via algum inconveniente.

O presidente do clube, no entanto, lembrou que Pacheco faltou a um evento previamente agendado, mas que o treinador "faltou a esse evento para se reunir com os representantes do clube brasileiro. Fê-lo sem informar qualquer dirigente do Vitória nem qualquer responsável pela estrutura da equipa. Ao que se julga saber, apenas terá comunicado essa ausência a um dos capitães, alegando motivos pessoais".

“De imediato, o Presidente do Vitória Sport Clube ligou para o representante do treinador dando-lhe conta da gravidade dessa situação e do seu desagrado pelo completo desrespeito pelas condições acordadas relativamente à discrição e sigilo na realização da reunião, e que perante o que havia acontecido o treinador Álvaro Pacheco tinha de clarificar se estava na disposição de permanecer como treinador do Vitória e cumprir o contrato que mantinha com o clube até ao final da próxima época, ou se queria desvincular-se de imediato”, disse.

Segundo o presidente, a resposta daquele representante foi que a intenção e vontade do treinador Álvaro Pacheco era abandonar o Vitória no final desta época, e a demissão foi apresentada no dia 14.

No mesmo dia da conferência de Cardoso, Pacheco avançou com uma queixa-crime contra o presidente. 

Segundo uma nota emitida pela assessoria de imprensa do treinador, a “falta de palavra” do presidente vitoriano tem “sido uma constante” e atingiu hoje o “ponto mais grave”, com António Miguel Cardoso “a faltar à verdade em toda a linha sobre tudo o que envolveu a saída de Álvaro Pacheco do Vitória”.

A estreia de Álvaro Pacheco vai ser este domingo no 'dérbi' carioca frente ao Flamengo, no Maracanã, pelas 20h00, para o Campeonato Brasileiro. Já há mais de 50 mil bilhetes vendidos para o jogo.