twitter

"Este é um grupo de campeões"

"Este é um grupo de campeões"
Fotografia Vitória SC

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 10 de maio de 2024, às 12:30

Vitória defronta o Sporting de Braga este fim de semana

O treinador Álvaro Pacheco afirmou hoje que o Vitória SC quer manter a esperança no quarto lugar, ao derrotar o vizinho Sporting de Braga no derradeiro jogo em casa para a I Liga de futebol, da 33.ª jornada.

Quinta classificada, com 60 pontos, a cinco do rival arsenalista, a formação de Guimarães tem de ganhar os dois jogos que lhe restam e esperar que os bracarenses não vençam o encontro da última ronda, com o FC Porto, para atingir o quarto lugar, uma das metas que lhe resta, a par do recorde de 62 pontos no campeonato, fasquia que pode bater no sábado, em caso de triunfo.

“Temos dois objetivos para conseguir: superar a fasquia dos 62 pontos e chegar ao quarto lugar. Temos de ganhar os dois jogos que faltam se queremos atingir os nossos objetivos. Este é um grupo de campeões. Os jogadores foram capazes de ir crescendo. Tiveram mérito ao longo da época. Temos de continuar focados no nosso jogo, na nossa ambição para entrarmos no jogo como pretendemos”, disse na antevisão ao embate marcado para as 20:30.

Na antecâmara da 130.ª edição do dérbi minhoto para o escalão principal do futebol luso, Álvaro Pacheco reconheceu que um jogo entre Vitória e Sporting de Braga é sempre especial, apesar de a preparação durante a semana ter sido normal, com o plantel a focar‐se em ser competitivo para regressar aos êxitos, após o desaire no terreno do Rio Ave (2–1).

“Vejo o grupo com uma ambição muito grande. Quem viu este grupo ao longo do campeonato, viu um grupo orgulhoso do que conquistou, mas sempre focado no que pode conquistar. O grupo já começou há 11 meses a trabalhar, mas nunca se desfocou. Tenho um orgulho muito grande em ser o seu treinador”, frisou.

Já a formação arsenalista, ainda na luta pelo terceiro lugar com o FC Porto, está recheada de jogadores com “muita qualidade”, que são “mais‐valias”, só perdeu fora de casa com Sporting, Benfica, FC Porto e Farense e ostenta o terceiro melhor ataque do campeonato, com 68 golos, dispondo de opções para chegar à baliza contrária de várias maneiras.

Para o ‘timoneiro’ dos vimaranenses, o Sporting de Braga procura um jogo mais associativo quando tem Abel Ruiz no eixo do ataque e um jogo mais direto quando opta por Banza, contando ainda com Bruma e Ricardo Horta para acelerar pelas alas.

Sem o médio Tomás Händel, segundo elemento mais utilizado do plantel com 2.444 minutos, castigado após ter visto o quinto cartão amarelo em Vila do Conde, Álvaro Pacheco lembrou que a sua equipa gosta de “ser compacta” em todos os jogos e mostrou‐se convencido de que vai manter a solidez que faz dela a quarta melhor defesa da prova, com 34 golos sofridos.

O Vitória, quinto classificado da I Liga portuguesa, com 60 pontos, recebe o Sporting de Braga, quarto, com 65, em desafio marcado para as 20:30 de sábado, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, com arbitragem de Fábio Veríssimo, da Associação de Futebol de Leiria.