twitter

Esclarecimento sobre a saída do técnico Carlos Roger da equipa feminina do Gil Vicente

Esclarecimento sobre a saída do técnico Carlos Roger da equipa feminina do Gil Vicente
Fotografia GVFC

Redação

Publicado em 21 de março de 2024, às 17:49

II Divisão feminina de futebol

A saída do técnico Carlos Roger da equipa feminina do Gil Vicente não se registou após a goleada sofrida pela equipa gilista frente ao Estoril-Praia (6-0) conforme o Diário do Minho noticiou erradamente na sua edição on-line no passado dia 20 de março. Apesar de o Gil Vicente só ter oficializado a saída do treinador após esse jogo, a verdade é que Carlos Roger orientou a sua última partida na derrota frente ao Sporting B (1-0), a contar para a 8.ª jornada da fase de apuramento de campeão da II Divisão Nacional de Futebol Feminino, não tendo, por isso, responsabilidade direta nos dois últimos desaires do clube, frente ao Amora (3-0) e Estoril (6-0). Nesses encontros, a equipa ficou sob orientação de um treinador interino, Carlos Alberto Santos.

De acordo com a assessoria do treinador, a saída de Carlos Roger do Gil Vicente nada teve a ver com resultados desportivos mas sim com situações do foro interno do clube.

«O Gil Vicente Futebol Clube comunica que chegou a acordo com o treinador Carlos Roger e sua equipa técnica para a rescisão do vínculo contratual entre as partes. O Gil Vicente FC agradece o empenho e a dedicação com que serviram o nosso clube e expressa ainda os votos das maiores felicidades para o futuro», disse na altura emblema de Barcelos.

Carlos Roger deixou o Gil Vicente em sétimo lugar na fase de Apuramento de Campeão no campeonato da II Divisão Nacional feminina e atingiu os quartos-de-final da Taça de Portugal, uma marca histórica no clube, tendo sido eliminado pelo Racing Power (2-0).