twitter

StartPoint Summit quer ser «solução» para os problemas dos jovens

StartPoint Summit quer ser «solução» para os problemas dos jovens
Fotografia

Publicado em 08 de novembro de 2022, às 17:26

Iniciativa da AAUMinho decorre até esta quarta-feira.

AMostra Empresarial da StartPoint Summit 2022, promovida pela Associação Académica da Universidade do Minho (AAUMinho), abriu esta terça-feira. O evento prolonga-se até esta quarta-feira, com o objetivo de ser «uma solução» para um dos problemas dos jovens. Com mais de 70 empresas presentes e mais de 600 oportunidades de emprego, a 14.ª edição da StartPoint Summit é alicerçada, avançou o presidente da AAUMinho, Duarte Lopes, na sessão oficial de abertura, em três vertentes. A primeira, especificou, é a formação, «numa lógica de preparar os estudantes para aquilo que nós achamos que é preciso complementar na sua formação académica, principalmente ao nível de skills transversais que é preciso desenvolver», menciona. [caption id="attachment_250178" align="" width="664"] Diana Carvalho[/caption] Outra vertente é o empreendedorismo, «na lógica de não só proporcionar saídas aos estudantes, mas também dar-lhes a oportunidade de fazerem o seu próprio caminho e criarem a sua própria atividade», explicou Duarte Lopes. A última é a própria ideia de “summit”, ao juntar um elevado leque de empresas com oportunidades de emprego para estudantes da academia ou para qualquer interessado na atividade. De facto, o pavilhão desportivo da Universidade do Minho tornou-se esta terça-feira palco de uma série de empresas das mais variadas áreas, entre elas a Accenture, CJR Renewables, Codepoint, Continental, MC Sonae, NTT Data e Vestas que se apresentaram esta terça-feira. «Isto é a Associação Académica a apresentar-se como uma forma de solução. É uma postura que nos marca, querer fazer sempre parte da solução para aquilo que também acha que são os problemas», concluiu Duarte Lopes. [gallery type="rectangular" columns="2" size="full" ids="250176,250177"] Também presente na cerimónia de abertura o pró-reitor para a Avaliação Institucional e Projetos Especiais, Guilherme Pereira, destacou o elevado leque de atividades programadas para esta StartPoint Summit. Até esta quarta-feira, vão ser realizadas novas apresentações de empresas, conferências, palestras com empresas, e atividades de “speed mentoring” com ALUMNI da Universidade do Minho que, como frisa o responsável, têm «percursos profissionais relevantes». O programa esta quarta-feira inclui as sessões “Da ideia ao negócio”, “Mentoring point” e “Pitch final startup your point”. A StartPoint Summit tem entrada livre a toda a comunidade entre as 9h30 e as 17h00. [embed]https://www.youtube.com/watch?v=0ylUD_pXlTs[/embed]
Autor: Diana Carvalho