Fotografia: Nuno Cerqueira
Vitor Sousa e Cândida Serapicos absolvidos no caso TUB

Todos arguidos foram absolvidos devido à prescrição dos crimes.

Nuno Cerqueira
10 Jul 2019

Todos os arguidos do caso “TUB” foram hoje à tarde absolvidos pelo Tribunal de Braga.

O ex-vice presidente da Câmara de Braga, Vitor Sousa, ex-vogal dos Transportes Urbanos de Braga (TUB), Cândida Serapicos, Luís Paravinha e Luís Vale, ex-técnico de manutenção dos TUB, eram acusados de participarem num esquema de favorecimento à MAN, na compra de autocarros pelos TUB.

Esta absolvição surge, e segundo apurou o Diário do Minho, «à prescrição de alguns crimes».

O juiz até considerou que ficou provado que Vítor Sousa recebeu 53 mil euros de luvas, assim como Cândida Serapicos que recebeu 11250 euros, no entanto os crimes já tinham prescrito, em 2013, pelo os arguidos foram absolvidos, tal como os restantes arguidos, sobre o quais não ficou provado nenhum facto ilegal.

Em causa estava a suspeita da compra dos TUB à MAN de um total de 23 autocarros, entre 2003 e 2008.

Os arguidos chegaram a ser detidos em fevereiro de 2016 pela PJ, mas aguardaram em liberdade pelo julgamento.

 





Notícias relacionadas


Scroll Up