Fotografia:
“Need’s for Fashion” teve glamour, carinho, emoção e um final apoteótico

Muita gente foi ver o espetáculo “Need’s for Fashion” e ficou agradavelmente surpreendido

Francisco de Assis
2 Out 2017

As atuações do projeto Need for Dance” – com crianças e jovens com Necessidades Educativas Especiais (NEE) em Braga, estão a atrair cada vez mais gente.

E anteontem,  no “Need’s for Fashion”, não foi diferente, em que na  passarele montada no Campo da Vinha desfilaram cerca de meia centena de modelos especiais,  dos 1 aos 60 anos, enchendo o espaço de glamour, carinho, mas sobretudo de muito carinho e emoção, principalmente no final, que foi apoteótico,  com o hino do projeto, cantado e dançado por todos.

Efetivamente, o cenário criado no Campo da Vinha era dos grandes eventos de moda e as músicas foram as mesmas do “Fashion TV”, ajudando a criar um ambiente especial.

Assim, um a um, crianças, jovens e adultos, de ambos os sexos e com deficiências variadas desfilaram roupas de 11 lojas de Braga, que se associaram ao projeto.

Entre o muito público que se deslocou ao Campo da Vinha para desfrutar do espetáculo e da noite agradável, ninguém se preocupou em ver corpos esbeltos ou pernas que nunca mais acabavam; mas sim em ver seres especiais, com diferenças, mas determinados a ultrapassar obstáculos e barreiras sociais, culturais e de mentalidade.  

Tudo possível graças a uma enorme almofada de carinho, ternura, proporcionada pelos modelos da “Strass Models”, de voluntários, da Raquel Cunha, bem como de algumas caras conhecidas da TV, como Afonso Vilela. 

Aliás, vale a pena sublinhar aqui a forma como os modelos e voluntários lidaram com os modelos especiais: com miminhos, beijinhos e outros incentivos como «vamos, tu consegues», ou «estás linda/lindo».

E eles, desinibidos enfrentavam o medo e as câmaras e seguiam frente, para orgulho e satisfação dos pais, familiares  e  responsáveis do projeto, que continuam a contar com a ajuda de todos.

Apoteose final

Se as coisas já tinham corrido bem, o que é sempre uma vitória da vasta equipa, o final do desfile foi apoteótico. Todos os modelos e criadores subiram à passarele, cantaram e dançaram o hino do projeto “Need’s for Dance”, perante palmas sem fim.

Raquel Cunha, da organização, não conteve as lágrimas. «Foi extraordinário». Firmino Marques,  vice-presidente da Câmara de Braga, também estava no mesmo estado e apenas pôde dizer: «Obrigado. Estou de coração cheio».E Isabel Palhares, garantiu: «Recebemos mais do que damos».




Notícias relacionadas


Scroll Up