twitter

Patriarca de Lisboa felicita bispo Américo Aguiar pela nomeação para cardeal

Patriarca de Lisboa felicita bispo Américo Aguiar pela nomeação para cardeal
Fotografia Fotografia

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 09 de julho de 2023, às 16:30

O cardeal patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, felicitou hoje o bispo Américo Aguiar pela sua nomeação para cardeal, pelo Papa, destacando a sua “disponibilidade, generosidade e eficácia”.

“É com muita alegria e gratidão que acolhemos a criação cardinalícia do senhor D. Américo Aguiar. Pessoalmente, sempre pude contar com a sua disponibilidade, generosidade e eficácia, quer no Porto, quer em Lisboa”, escreveu o atual patriarca de Lisboa, numa mensagem enviada à agência Lusa.

Manuel Clemente destacou que “tudo o que acontece de muito bom com a Jornada Mundial da Juventude” (JMJ) se deve sobretudo ao futuro cardeal e agradeceu a nomeação ao papa Francisco.

No contexto eclesiástico, considerou, “serão ainda mais os que beneficiarão com as suas muitas qualidades”.

O Papa Francisco anunciou hoje, no Vaticano, que vai criar 21 novos cardeais, no consistório de 30 de setembro, entre os quais o bispo Américo Aguiar, o único português no grupo.

Depois do anúncio, Américo Aguiar considerou que a sua nomeação “é uma homenagem à juventude portuguesa” e admitiu-se surpreendido pela notícia.

“Eu li [a decisão] como um gesto do Papa Francisco em relação aos jovens e ao que nos diz insistentemente, de os jovens se levantarem e assumirem o protagonismo nas suas vidas. […] Nós somos meros intermediários que vamos ajudar a que isso possa ser ainda mais incentivado junto dos jovens”, disse o bispo, que é também o responsável máximo da Igreja Portuguesa pela realização da JMJ.

O bispo auxiliar de Lisboa considerou que o cargo de cardeal representa uma responsabilidade acrescida e que a decisão do Papa não teve a ver com as suas competências, mas sim com a dedicação dos jovens envolvidos na preparação e realização da JMJ, que decorre em agosto em Lisboa e Loures.

Os futuros cardeais têm várias nacionalidades e, da lista de 21 nomes, três terão mais de 80 anos no momento da sua entronização.

Américo Aguiar vai ser o 48.º cardeal português, segundo a Ecclesia.

Com 49 anos e natural de Leça do Balio, Matosinhos, desempenhou as funções de pároco de São Pero de Azevedo (Campanhã) entre 2001 e 2002, foi notário da Cúria Diocesana do Porto entre 2001 e 2004, chefe do gabinete de informação e comunicação da Diocese do Porto entre 2002 e 2015, vigário geral e chefe de gabinete dos bispos Armindo Lopes Coelho, Manuel Clemente e António Francisco dos Santos, tendo exercido as funções de capelão-mor da Misericórdia do Porto.

Foi também pároco da Sé entre 2014 e 2015 e foi nomeado cónego do Cabido da Sé do Porto em 2017.

Desde 2011, preside à direção da Irmandade dos Clérigos e, em 2016, assumiu a presidência do Conselho de Gerência do Grupo Renascença Multimédia, além de desempenhar as funções de diretor do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais, organismo da Conferência Episcopal Portuguesa.