twitter

Minho encaixa quase 155 milhões só com as dormidas dos turistas

Minho encaixa quase 155 milhões só com as dormidas dos turistas
Fotografia

Redação

Publicado em 10 de julho de 2024, às 19:45

Aumento superior a 15% face ao ano anterior

Os 24 concelhos do Minho tiveram em 2023 o melhor ano de sempre ao nível das receitas totais geradas pelas dormidas de turistas nacionais e estrangeiros. Os proveitos cresceram para a casa dos 155 milhões de euros, o que traduz um aumento superior a 15% face ao ano anterior e a uma subida de 30% face ao ano de 2019.

O incremento da receita foi impulsionado pela subida do número de dormidas, revelam os números divulgados pelo INE, que fazem também saber que Viana do Castelo é o segundo concelho que mais ganha com as dormidas dos turistas.

 

Os seis concelhos do Cávado somaram 1.119.300 dormidas de turistas em 2023, que resultaram numa receita total de 63.605 mil euros.

Os oito concelhos que integram a sub-região do Ave tiveram em 2023 um total de 651.823 dormidas, que geraram uma receita de 36.580 mil euros.

O concelho de Famalicão foi o que mais cresceu nas dormidas turísticas à escala da região do Minho. Teve 69.140 dormidas em 2023, o que traduz um aumento de 226% face às 30.620 de 2019.

Guimarães teve em 2023 os melhores valores de sempre no número de dormidas (370.462) e a maior receita de sempre (20.197 mil euros).

O Alto Minho é a segunda sub-região mais procurada pelos turistas, tendo as 928.528 dormidas de 2023 resultado numa receita de 54.697 mil euros.