twitter

Amares rendeu homenagem e prepara selo postal evocativo de António Variações

Amares rendeu homenagem e prepara selo postal evocativo de António Variações
Fotografia DR

Publicado em 18 de junho de 2024, às 17:15

Comissão anuncia ações do 40º aniversário da morte do cantor

A freguesia de Fiscal, em Amares, foi palco da colocação de flores e uma grinalda, com materiais recicláveis e artificiais,  junto ao busto evocativo do cantor António Variações,  localizado na Avenida de São Miguel.

Naquele âmbito, no cemitério paroquial procedeu-se à deposição de um ramo de flores na campa do homenageado e a interpretação da canção ‘Quero é Viver’ pelo escritor, músico e psicólogo Hélder André Matos. Numa ação da Comissão Promotora de Homenagem a António Variações (CPHAV) estiveram presentes os irmãos do cantor, Amélia Ribeiro e Carolino Ribeiro, membros da CPHAV (2018-2024) e fãs do cantor.  A homenagem resultou de uma parceria da CPHAV e do Coletivo Braga Fora do Armário.

No final da homenagem promoveu-se uma breve conversa entre os presentes com destaque para as memórias dos concertos de António Variações em 1983, em particular os realizados na festa do Senhor da Piedade, na freguesia de Carrazedo (em Agosto) e no Estúdio ACIL de Braga (em Novembro) e as expectativas em relação à missão do futuro Centro Interpretativo António Variações.

Foram ainda abordadas outras iniciativas da CPHAV (2018-2024), tais como a divulgação e oferta do livro Toninho, o Fantástico Variações (da autoria de Fabíola Lopes com ilustrações de Patrícia Ferreira) nas escolas do 1.° ciclo da CIM-CÁVADO (a decorrer em 2024), os ensaios de partituras de canções do cantor amarense pela Banda Cabeceirense (a interpretar em 2025) e da partitura Ao Passar Por Braga Abaixo para coro e quatro vozes mistas, incluindo para dois solistas (tenor e baixo) da autoria de Paulo Almeida e que será interpretada em data oportuna  pelo Coro Misto da Universidade de Coimbra. 

Por fim, foi dada a informação de que prosseguem os esforços para a concepção do roteiro literário-musical evocativo do cantor em Braga e Fiscal, e a emissão de um selo postal comemorativo do 40.º aniversário da sua morte.