twitter

Cláudia Martins coloca tradições e desgarradas em livro de histórias

Cláudia Martins coloca tradições e desgarradas em livro de histórias
Fotografia DR

Redação

Publicado em 03 de fevereiro de 2024, às 14:18

Obra quer aproximar público das tradições

O livro “Desgarradas, Concertinas e Tradições” vai homenagear a cultura, enquanto traço caraterístico de um povo. Cláudia Martins, mentora e vocalista da banda Minhotos Marotos, quer com a obra, que será lançada a 6 de fevereiro, em Guimarães, «perpetuar algumas das histórias vividas ao longo de 15 anos de estrada, mas acima de tudo aproximar o público das tradições». Segundo informação do grupo musical, quele livro fala dos 15 anos do projeto musical Cláudia Martins & Minhotos Marotos, «desde a génese, à evolução, e sendo inclusive revelados pormenores e histórias nunca antes contados».

«Este livro fala também de tradições, o que são estas tradições, que significado têm muitas vezes as histórias que são abordadas nas cantigas», ilustra a cantora popular vimaranense. Na mesma obra fala-se também de concertinas, indo mesmo à origem da concertina e aos cantares ao desafio, mas também aquilo que é a origem de outras tradições. É ainda abordada a importância da música no crescimento do ser humano e no seu bem-estar. O livro “Desgarradas, Concertinas e Tradições” conta com um texto de Augusto Canário que explica a importância de continuar a cantar as tradições. O professor Capela Miguel vinca num outro texto essa importância da cultura e das tradições como traço caraterístico de um povo.

O professor Diamantino Ribeiro ajuda a perceber a importância e o impacto da música no conceito de bem-estar.  Dentro da equipa dos Minhotos Marotos, o ‘road manager’ Telmo Ribeiro leva cada leitor para cima do palco ao revelar os pormenores que compõem a magia que está por trás de cada concerto, e a equipa de comunicação da banda mostra através de dados concretos que aquilo que se faz no palco vai muito além do palco. Ainda segundo a mesma fonte, Filipe Gachineiro escreveu uma lição sobre a origem da concertina e fica ainda disponível o método de ensino criado por Cláudia Martins. Paulino Brasileiro fala um bocadinho daquilo que foi criar um trabalho único ao contar a história de Portugal em verso, cantando à desgarrada. A apresentação está agendada para a 6 de fevereiro, pelas 18h30, na FNAC do Guimarães Shopping, com intervenções de Paulo Lopes Silva, Capela Miguel, Cláudia Martins e Luís Lisboa. Ontem, Cláudia Martins & Minhotos Marotos lançaram o quinto EP, com três novos temas: “Aponta”, “Manter a tradição” e “Vamos todos à romaria”.