twitter

Guimarães aposta em soluções que garantam habitação acessível

Guimarães aposta em soluções que garantam habitação acessível
Fotografia DR

Redação

Publicado em 26 de outubro de 2023, às 10:11

Classe média está entre as grandes preocupações da Câmara Municipal.

O presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, destacou o quarto lugar nacional que a “cidade- -berço” conquistou no primeiro semestre deste ano, ao nível licenciamento para construção de habitação.

«Estamos a licenciar bem e, inevitavelmente, aumentaremos a oferta e o parque habitacional do concelho», disse Domingos Bragança, depois de vincar nos primeiros seis meses de 2023, a autarquia vimaranense deferiu a construção de mais do que o grande desafio reside em «encontrar as soluções» para as famílias vimaranenses». Para Bragança, a solução exige «uma estratégia assente de meio milhar de edifícios residenciais, Bragança não escondeu que «a pressão sobre a necessidade de mais oferta de habitação é muito grande».

O autarca vimaranese falava num debate sobre os desafios da habitação, que decorreu esta segunda-feira no Paço dos Duques de Bragança e que também contou com as presença da ministra da Habitação, Marina Gonçalves, e do Bastonário da Ordem dos Engenheiros, Fernando de Almeida Santos. «Entendemos que a iniciativa privada é muito importante e necessária, devendo ser complementada com a pública», destacou o presidente da Câmara Municipal de Guimarães.

Referindo-se ao Plano de Recuperação e Resiliência e à sua execução, o autarca recordou as 170 frações que estão em fase de adjudicação. Já a ministra, Marina Gonçalves, defendeu os objetivos traçados pelo Governo para 2026. A governante acrescentou que o documento que vai regular o funcionamento do mercado de arrendamento para 2024 está a ser ultimado e vai o «equilíbrio necessário» para inquilinos e proprietários.