twitter

Morreu terceira vítima de explosão em fábrica de algodão em Vila Verde

Morreu terceira vítima de explosão em fábrica de algodão em Vila Verde
Fotografia DR

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 24 de agosto de 2023, às 17:07

O segundo ferido morreu esta quinta-feira.

O segundo ferido grave da explosão ocorrida a 14 de agosto numa fábrica de algodão no concelho de Vila Verde, morreu esta quinta-feira, adiantou fonte hospitalar. Aumenta assim para três o número de vítimas mortais.

Fonte do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) disse à Lusa que o homem, de 45 anos, morreu esta manhã, não resistindo aos ferimentos causados pela explosão que, no próprio dia, provocou a morte a um outro funcionário, de 60 anos. O outro ferido grave, na casa dos 30 anos, morreu no domingo, no Hospital de São José, indicou anteriormente à Lusa fonte oficial do Centro Hospitalar de Lisboa Central, para onde tinha sido transferido do Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ), no Porto.

A explosão na unidade fabril instalada em Barbudo, perto do centro de Vila Verde, aconteceu durante a tarde de 14 de agosto, causando, inicialmente, a morte de um outro funcionário, de 60 anos, e queimaduras graves noutros dois operários. A explosão resultou também num incêndio que foi combatido pelas corporações de bombeiros de Vila Verde, de Esposende e de Amares. No total, estiveram no local 65 operacionais, apoiados por 24 viaturas e um meio aéreo, de acordo com a página na Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).