twitter

Viana do Castelo investe 650 mil euros em DataCoLAB

Viana do Castelo investe 650 mil euros em DataCoLAB
Fotografia DR

Redação

Publicado em 20 de junho de 2023, às 15:33

Autarca acredita que o espaço vai “impactar” a cidade e o concelho.

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, marcou esta terça-feira presença na inauguração da sede do Data CoLAB - Laboratório Colaborativo para Serviços de Inovação Orientados para os Dados. O autarca considera que o espaço não será apenas uma incubadora de ideias, mas sim “um espaço de receção” que deverá “impactar a nossa cidade e concelho”.

“Este é um projeto holístico, que trabalha em rede, com ligação e projetos nacionais e internacionais”, indicou. “Temos que perceber este projeto e aquilo que pode impactar, já que pode desmaterializar os nossos dados e impactar todos os agentes económicos”, acrescentou.

Reconhecido como Laboratório Colaborativo pela Fundação para Ciência e aTecnologia (FCT), "este espaço visa a promoção e o exercício de iniciativas e atividades de Investigação e Desenvolvimento (I&D) orientadas para a criação de um ecossistema de inovação intersectorial, com vista à utilização de dados para redefinir a forma como produzimos, consumimos e vivemos, desde a geração e padronização de dados até à análise dos dados e desenvolvimento de ferramentas de apoio à tomada de decisão, garantindo a integridade e segurança dos dados ao longo de toda a cadeia de valor", refere a Câmara Municipal, em comunicado.

"Alvo de um investimento de quatro milhões de euros, o DataCoLAB pretende contribuir para aprofundar o esforço de alargamento e consolidação da rede de instituições de interface entre o sistema académico, científico e tecnológico e o tecido empresarial português, garantindo o apoio necessário para potenciar o impacto destas na promoção do investimento em I&D e o investimento inovador nas empresas", acrescenta a note.

Composto por sete entidades multidisciplinares, o consórcio compreende as especificidades das diferentes cadeias de valor de dados, para desenvolver serviços específicos e iniciativas de inovação. Além das instalações em Viana do Castelo, o DataCoLAB conta ainda com escritórios em Coimbra e Lisboa.

Luís Nobre afirmou que Viana do Castelo “quer estar no processo fundamental de transição climática e energética e transição digital”, pelo que a autarquia investiu um milhão de euros em projetos de futuro, como este Data CoLAB e o Centro de Investigação e Desenvolvimento das energias offshore, a ser desenvolvimento em parceria com o Instituto Politécnico de Viana do Castelo.

António Ferreira Dias, do Data CoLAB, afirmou que “pretendemos desenvolver muitos projetos de impacto”, sendo que a associação “está voltada para fora e quer trabalhar com todo os que estão no território, desenvolvendo o Alto Minho”. Assegurou que o laboratório colaborativo conta atualmente com 37 recursos humanos altamente qualificados, estando 24 destes em Viana do Castelo.

Sara Paiva, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), afirmou que este CoLAB “fará toda a diferença” e que será uma grande oportunidade para os alunos do IPVC, que “podem beneficiar do espaço, por exemplo durante os estágios”, defendendo que este projeto é importante para a fixação de empresas, para a fixação de talentos e para o desenvolvimento do território.

Já o Presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, Manoel Batista, considerou este “um extraordinário projeto” que “terá o trabalho, a importância, a capacidade de alteração e mudança, a conquista de economia que é absolutamente fundamental para o Alto Minho”.

Sofia Couto, da Agência Nacional de Inovação, lembrou que existem atualmente 41 laboratórios colaborativos a nível nacional e afirmou que o Data CoLAB vianense foi aprovado em 2021 “e em tão pouco tempo” já demonstrou grande capacidade de trabalho.