twitter

INEM diz que só 57% das vítimas de AVC liga para o 112 nas primeiras duas horas

INEM diz que só 57% das vítimas de AVC liga para o 112 nas primeiras duas horas
Fotografia DR

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 28 de outubro de 2023, às 09:29

Apenas 57% dos utentes com sinais de Acidente Vascular Cerebral (AVC) contactam a linha 112 nas primeiras duas horas após o início dos sintomas, informa o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

O INEM sublinha que as primeiras horas após o início dos sintomas de AVC são essenciais para garantir a eficácia dos principais tratamentos e, segundo os dados do primeiro trimestre de 2023, só 57% dos 3647 utentes encaminhados para o hospital pediu socorro nos primeiros 120 minutos.

“O INEM recorda que em caso de falta de força num braço, boca ao lado e dificuldade em falar os utentes devem ligar de imediato o Número Europeu de Emergência – 112”, salientou hoje o organismo, em comunicado.

Na véspera do Dia Mundial do Acidente Vascular Cerebral, que se assinala anualmente em 29 de outubro, o INEM informou que, após a chamada ser transferida, devem ser transmitidas todas as informações solicitadas pelos profissionais do Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do INEM, “para que seja possível realizar-se a triagem e o encaminhamento corretos de todas as situações suspeitas de AVC”.

Segundo o INEM, os dados divulgados refletem um maior número de registos de doentes encaminhados para os hospitais mais adequados através da Via Verde do AVC comparativamente a anos anteriores.

O aumento, é explicado na mesma nota, resulta da implementação da ITEAMS, ferramenta que permitem aferir, de forma rápida, a gravidade dos doentes e, assim, agilizar o processo de socorro.

“Esta ferramenta permite emitir alertas de gravidade de doença, aproximar a regulação médica dos CODU aos meios operacionais e otimizar a cadeia de transmissão de informação clínica, desde o evento até à entrega do doente no hospital”, pormenorizou o organismo.

A ITEAMS (INEM Tool for Emergency Alert Medical System) encontra-se em funcionamento em todos os meios de emergência médica do INEM e em 115 entidades do Sistema Integrado de Emergência Médica, que inclui os bombeiros e a Cruz Vermelha Portuguesa.

O INEM acrescenta que no primeiro semestre do ano o distrito do Porto registou o maior número de casos, com 725 doentes encaminhados, seguido de Lisboa, com 683, e de Braga, com 261 casos.

O Centro Hospitalar e Universitário Lisboa Norte - Hospital de Santa Maria, em Lisboa, foi o hospital que mais casos suspeitos de AVC recebeu através da Via Verde do AVC, com 281 registos, no Hospital Garcia de Orta, em Almada, deram entrada 192 casos e no Hospital de Braga 173 utentes.

No âmbito do Dia Mundial do AVC, o INEM inicia domingo, na sua plataforma de ‘e-learning’, uma formação gratuita dirigida à população em geral e intitulada “Aprender sobre o AVC”.