twitter

Concurso para recrutar 1.000 técnicos superiores no Estado conta já com 3.050 registos

Concurso para recrutar 1.000 técnicos superiores no Estado conta já com 3.050 registos
Fotografia Unsplash

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 19 de outubro de 2023, às 17:23

O concurso para contratação futura de 1.000 técnicos superiores para a administração pública é lançado na sexta-feira, mas até às 13:00 de hoje havia já 3.050 registos de interessados, disse fonte oficial.

Na segunda-feira, o Ministério da Presidência do Conselho de Ministros anunciou o lançamento do procedimento concursal que vai permitir a constituição de reservas de recrutamento para a carreira geral de técnico superior, indicando que o recrutamento terá periodicidade anual.

De acordo com fonte oficial do gabinete, até às 13:00 de hoje, o portal do Emprego Público (www.empregopublico.gov.pt) contava já com 3.050 registos de pessoas interessadas.

O procedimento concursal será aberto na sexta-feira, logo após a publicação do aviso em Diário da República, mas as pessoas interessadas podem já fazer um pré-registo, explicou a mesma fonte.

A remuneração de entrada na administração pública para um técnico superior é atualmente de 1.333,35 euros brutos mas, no próximo ano, ou seja, na altura do ingresso efetivo dos candidatos, será de 1.385,99 euros, tendo em conta a atualização salarial prevista pelo Governo.

Com o objetivo de rejuvenescer e capacitar a administração pública, "o procedimento concursal centralizado será realizado anualmente, de acordo com as necessidades sinalizadas pelos serviços, procurando atrair recursos humanos qualificados e revitalizar o corpo técnico da administração pública", refere o gabinete no comunicado.

O procedimento permite a constituição de reservas de recrutamento para determinados perfis profissionais, transversais a todas as áreas da administração pública.

No caso do concurso de 2023, as reservas integram as áreas jurídica, económica, financeira, de gestão patrimonial e de planeamento, controlo e avaliação de políticas públicas.

A candidatura será feita exclusivamente 'online', no portal do Emprego Público, permitindo aos interessados, através da apresentação de uma única candidatura, concorrer a vários postos de trabalho em diferentes órgãos e serviços, explica o ministério.

"As reservas de recrutamento podem ser utilizadas para a contratação de trabalhadores na modalidade de contrato de trabalho em funções públicas, por tempo indeterminado ou a termo resolutivo, desde que os candidatos manifestem disponibilidade para ocupar esses postos de trabalho", pode ainda ler-se na nota.

O gabinete explica que, "procurando estimular a participação de jovens recém-licenciados nos processos de recrutamento da administração pública, os concursos centralizados serão lançados anualmente após ser recolhida a informação relativa as necessidades dos serviços e conclusão do ano letivo".