twitter

Taxa de emprego sobe para máximos na OCDE e em Portugal no 2.º trimestre

Taxa de emprego sobe para máximos na OCDE e em Portugal no 2.º trimestre
Fotografia DR

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 12 de outubro de 2023, às 12:14

Tratam-se dos níveis mais elevados registados desde o início da série em 2005.

A taxa de emprego na OCDE e em Portugal atingiu 70,1% e 72,4% no segundo trimestre de 2023. Tratam-se dos níveis mais elevados registados desde o início da série em 2005, segundo um relatório da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) divulgado esta quinta-feira.

No relatório sobre a situação do mercado de trabalho hoje divulgado, a OCDE precisa que foram registados máximos históricos da taxa de emprego em 19 dos 38 países da organização, incluindo França, Alemanha, Itália e Japão. No segundo trimestre de 2023, a taxa de emprego excedeu os 70% em pouco mais de dois terços dos países da OCDE, atingindo máximos históricos na zona euro e na União Europeia no seu conjunto, refere o relatório.

A OCDE indica que em contrapartida, a taxa de emprego diminuiu em sete países da organização, incluindo a Turquia, que registou a taxa de emprego mais baixa entre os países da OCDE, com 53,6%. Segundo os dados, a taxa de emprego da OCDE aumentou tanto para as mulheres como para os homens, atingindo máximos históricos de 63,2% e 77,0%, respetivamente.

Em relação à taxa de participação da população ativa da OCDE e de Portugal, a organização precisa que esta subiu no segundo trimestre para o nível mais elevado desde o início da série em 2008, ao cifrar-se em 73,7% e 77,4%, respetivamente. A taxa de participação da população ativa da OCDE também atingiu o nível mais elevado para as mulheres (66,7%) e para os homens (80,9%).

Em agosto de 2023, a taxa de desemprego manteve-se no nível mais baixo de sempre na OCDE (4,8%), na União Europeia (5,9%) e na zona euro (6,4%). No entanto, a taxa de desemprego dos jovens da OCDE (trabalhadores com idades entre 15 e 24 anos) aumentou 0,5 pontos percentuais em comparação com a taxa mais baixa registada em abril de 2023, principalmente devido a um aumento da taxa de desemprego dos jovens do sexo masculino.

A taxa de desemprego aumentou em cinco países da OCDE - Suécia, Estados Unidos, Colômbia, Estónia e Luxemburgo -, manteve-se inalterada em 14 e diminuiu em 13. A taxa de desemprego permaneceu estável em setembro de 2023, tanto no Canadá como nos Estados Unidos, com 5,5 % e 3,8 %, respetivamente.