twitter

Jovens portugueses deixam casa dos pais aos 27,9 anos, acima da média da UE

Jovens portugueses deixam casa dos pais aos 27,9 anos, acima da média da UE
Fotografia Unsplash

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 04 de setembro de 2023, às 15:12

Os jovens em Portugal saem de casa dos pais, em média, aos 27,9 anos, acima da média da União Europeia (UE), de 26,4 anos, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat para o ano de 2022.

 

As idades médias mais elevadas para a saída da casa dos pais, com 30 anos ou mais, foram registadas na Croácia (33,4 anos), Eslováquia (30,8), Grécia (30,7), Bulgária e Espanha (ambas com 30,3), Malta (30,1) e Itália (30,0).

Em contrapartida, de acordo com o serviço estatístico da UE, as idades médias mais baixas, todas inferiores a 23 anos, foram registadas na Finlândia (21,3 anos), Suécia (21,4), Dinamarca (21,7) e Estónia (22,7).

Analisando por género, os homens (UE 27,3) deixam a casa dos pais mais tarde do que as mulheres (UE 25,4), uma diferença acompanhada pelos 27 Estados-membros.

Portugal (30,4 anos) é o nono Estados-membro onde os homens saem de casa depois dos 30 anos, juntamente com a Croácia (34,7), Bulgária (32,3), Grécia (32,1), Eslováquia (31,9), Espanha (31), Itália (30,9), Malta e Eslovénia (30,5 anos cada)

A Croácia é o único país da UE onde as mulheres saem de casa depois dos 30 (30,2), seguida por Malta (29,8), Eslováquia (29,7), Espanha (29,5), Grécia (29,2) e Portugal (29 anos) a par da Itália.