twitter

Governo: Presidente da República deu posse ao novo secretário de Estado da Defesa

Governo: Presidente da República deu posse ao novo secretário de Estado da Defesa
Fotografia ARTV

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 21 de julho de 2023, às 10:57

Carlos Lopes Pires substituiu neste cargo Marco Capitão Ferreira, que se demitiu do Governo a 7 de julho.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, deu esta quinta-feira posse ao novo secretário de Estado da Defesa Nacional, Carlos Lopes Pires, numa cerimónia no Palácio de Belém, em Lisboa.

A Presidência da República divulgou na quarta-feira à noite a nomeação de Carlos Lopes Pires, até agora diretor do Serviço de Informações Estratégicas de Defesa (SIED), para o cargo de secretário de Estado da Defesa, por proposta do primeiro-ministro, António Costa.

Carlos Lopes Pires, diplomata de carreira, substituiu neste cargo Marco Capitão Ferreira, que se demitiu do Governo a 7 de julho, dia em que foi constituído arguido no âmbito do processo "Tempestade Perfeita", que levou a Polícia Judiciária a fazer buscas no Ministério da Defesa.

O presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, o primeiro-ministro, António Costa, e a ministra da Defesa Nacional, Helena Carreiras, estiveram presentes nesta curta cerimónia de posse, que decorreu na Sala dos Embaixadores do Palácio de Belém.

A secretária-geral do Sistema Informações da República Portuguesa (SIRP), embaixadora Graça Mira Gomes, o chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, general José Nunes da Fonseca, e representantes dos três ramos militares também marcaram presença. A cerimónia durou menos de dois minutos, seguindo-se uma breve sessão de cumprimentos.

Esta foi a sexta vez que houve mudanças no elenco do XXIII Governo Constitucional, o terceiro chefiado por António Costa, que tomou posse a 30 de março de 2022, na sequência das eleições legislativas antecipadas de 30 de janeiro, que o PS venceu com maioria absoluta.

Neste período de um ano e cerca de quatro meses, houve 13 saídas do Governo, que levaram a substituições pontuais ou a remodelações mais abrangentes, concretizadas em maio, setembro e dezembro de 2022, em janeiro e em fevereiro deste ano, e agora, em julho.

Nascido em Beirute em 10 de setembro de 1973, o novo secretário de Estado é licenciado em Relações Internacionais pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) da Universidade Técnica de Lisboa e mestre em Estudos Europeus pela London School of Economics. Entre 2003 e 2008, esteve destacado na Delegação Portuguesa junto da NATO, em Bruxelas. Foi adjunto no gabinete do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros Luís Amado, entre 2010 e 2011, e depois adjunto no gabinete do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, entre 2011 e 2013.

Em 2013, foi chefe do gabinete do secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Europeus Miguel Morais Leitão. Depois, entre 2013 e 2014, foi chefe do gabinete do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros Rui Machete. Passou pelas embaixadas de São Tomé, Cairo e Paris. Era diretor SIED desde dezembro de 2019.