twitter

GNR resgata 57 migrantes no sul de Itália

GNR resgata 57 migrantes no sul de Itália
Fotografia GNR/Twitter

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 25 de junho de 2023, às 09:43

Entre os 57 migrantes havia 13 menores e 15 mulheres, a maioria de nacionalidade afegã.

57 migrantes, entre eles 13 menores e 15 mulheres, a maioria de nacionalidade afegã, que viajavam num “veleiro suspeito” ao largo de Crotone, sul de Itália, foram resgatados pela GNR, disse o capitão Ricardo Bártolo.

Em declarações à Lusa, o capitão da GNR explicou que a operação de busca e salvamento foi realizada com a lancha de patrulhamento costeiro (LPC) Bojador, no âmbito da operação conjunta “Themis 2023”, e que os migrantes foram resgatados de um “veleiro suspeito” pelas 6h30, em Crotone, região da Calábria (Itália). "Entre o grupo estavam 13 menores de idade e 15 mulheres”, indicou o capitão, acrescentando que a maioria dos migrantes resgatados é oriunda do Afeganistão.

Ainda segundo Ricardo Bártolo, durante uma ação de patrulhamento, realizada após um alerta das autoridades italianas para um "veleiro suspeito de transportar migrantes a bordo", a lancha Bojador foi acionada pelas 00h30. “A deteção da embarcação ocorreu pelas 5h30 com recurso aos sistemas de vigilância existentes na LPC Bojador e, já com a presença de uma embarcação da Guardia Costiera no local, deu-se início à operação de transferência dos migrantes para bordo da embarcação italiana, dando-se a mesma por concluída pelas 6h30”, lê-se num comunicado da GNR.

A GNR, através da Unidade de Controlo Costeiro e de Fronteiras (UCCF), integra a operação “Themis 2023” desde 22 de março até 12 de julho, com a LPC Bojador, sob a égide da Agência da Guarda Europeia de Fronteiras e Costeira (FRONTEX), no âmbito da coordenação operacional nas fronteiras externas da União Europeia, para controlar os fluxos de migração e impedir a criminalidade transfronteiriça. O objetivo principal da missão é atuar no âmbito da vigilância fronteiriça, controlar os fluxos de imigração irregular, combater a criminalidade transfronteiriça e reforçar a cooperação europeia ao nível da Guarda Costeira e da aplicação da lei.

A tripulação da Bojador é composta por 20 militares da GNR.