twitter

PR/Bélgica: Marcelo Rebelo de Sousa inicia hoje visita de Estado de três dias

PR/Bélgica: Marcelo Rebelo de Sousa inicia hoje visita de Estado de três dias
Fotografia DR

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 17 de outubro de 2023, às 09:13

O Presidente da República inicia hoje uma visita de Estado de três dias à Bélgica, a convite dos reis dos belgas, durante a qual irá passar pelas três regiões do país, Bruxelas, Valónia e Flandres.

 

Na segunda-feira, dia em que Marcelo Rebelo de Sousa chegou a Bruxelas, houve um ataque a tiro na capital belga que provocou a morte de duas pessoas, que levou o chefe de Estado a cancelar uma saída, já de noite, e a permanecer no hotel, por indicação das autoridades da Bélgica.

As autoridades belgas elevaram o nível de alerta para o grau máximo em Bruxelas, onde hoje se concentra o programa do chefe de Estado.

Em declarações aos jornalistas, no hotel onde está alojado, na noite de segunda-feira, o Presidente da República considerou prematuro estabelecer ligações entre este ataque e a situação no Médio Oriente.

Quanto à sua visita de Estado à Bélgica, adiantou: "Vamos seguir, em princípio, todo o programa que estava previsto".

Nesta deslocação, Marcelo Rebelo de Sousa está acompanhado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, e por deputados dos seis partidos com grupos parlamentares: Marta Temido, do PS, Gabriela Fonseca, do PSD, Rui Paulo Sousa, do Chega, Joana Cordeiro, da Iniciativa Liberal, Alfredo Maia, do PCP, e Pedro Filipe Soares, líder parlamentar do Bloco de Esquerda.

O programa oficial desta visita de Estado começa com uma cerimónia de boas-vindas no Palácio Real, em Bruxelas, pelos reis Philippe e Mathilde, o primeiro de vários encontros institucionais que terá hoje.

A seguir, Marcelo Rebelo de Sousa irá depor uma coroa de flores no túmulo do soldado desconhecido e terá reuniões com representantes da Câmara e do Senado, no Parlamento Federal, e com o primeiro-ministro belga, Alexander de Croo.

Depois de um almoço no Palácio Real, o Presidente da República terá um encontro com o presidente da Câmara Municipal de Bruxelas, Philippe Close, e um banquete oferecido pelos reis, no Castelo Real de Laeken.

Na quarta-feira, o chefe de Estado irá à região da Valónia e na quinta-feira à região da Flandres.

Segundo o Observatório da Emigração, em 2022 residiam na Bélgica cerca de 50 mil pessoas com nacionalidade portuguesa.

Esta visita acontece dez dias depois do ataque de 07 de outubro do grupo islamita Hamas a Israel e num momento em que prossegue a contra-ofensiva militar israelita com bombardeamentos da Faixa de Gaza e a preparação de uma eventual invasão terrestre.

Em outubro de 2018, quando os reis da Bélgica realizaram uma visita de Estado a Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa referiu-se aos dois países como "aliados próximos" e "amigos", na União Europeia, nas Nações Unidas e na NATO, com um "papel comum" pela paz no plano global.

Antes, o Presidente da República visitou as instituições europeias em Bruxelas, em março de 2017, ocasião em que foi recebido pelos reis da Bélgica.