twitter

FC Vizela quer «vencer» candidato ao título

FC Vizela quer «vencer» candidato ao título
Fotografia

Publicado em 18 de setembro de 2022, às 11:34

Técnico do FC Vizela, Álvaro Pacheco, elogia Guerreiros do Minho mas quer vencer em Braga.

O treinador do Vizela, Álvaro Pacheco, mostrou este sábado ambição de ir vencer ao reduto do SC Braga, este domingo, às 20h30, na sétima jornada da I Liga, e considerou os bracarenses candidatos ao título.

«Vamos com o intuito de impor o nosso jogo, de criar dificuldades ao Braga e de ir lá roubar pontos. Vai ser um jogo emotivo, dinâmico e intenso entre duas equipas que vão querer ganhar», disse na conferência de imprensa de antevisão.

O Vizela vem de duas derrotas consecutivas (Benfica, fora, e Estoril Praia, em casa) e já não ganha desde a primeira jornada, quando foi a Vila do Conde bater o Rio Ave (1-0), somando desde aí dois empates e três derrotas.

«Temos que saber lidar com tudo o que nos acontece com normalidade. Se achava que ia ter mais pontos nesta fase? Achava e a equipa merecia, mas a vida faz-se assim, temos que nos agarrar às soluções e não aos problemas».

Já os bracarenses continuam invictos esta época e somaram, na quinta-feira, a sétima vitória consecutiva (em todas as competições) ao bater os alemães do Union Berlin por 1-0, na segunda jornada do grupo D da Liga Europa.

O treinador vizelense disse não ter dúvidas de que o SC Braga se «aproximou dos ‘três grandes’ e luta para ser campeão nacional».

«É um adversário que tem feito um início de época fantástico, a nível nacional e internacional, com bons resultados e boas exibições. Nota-se que a equipa está a crescer, está madura e confiante», analisou.

Álvaro Pacheco considerou mesmo que a maior densidade competitiva é uma vantagem para o adversário.

«Não olho para o Braga por esse prisma, até considero o contrário: as equipas que têm mais jogos, como o Braga e o Benfica, estão mais entrosadas e sintonizadas com as ideias dos seus treinadores. É um dos pontos mais fortes do Braga neste momento», afirmou.

O técnico dos vizelenses quer um Vizela «muito forte nos duelos» para equilibrar a contenda com o SC Braga, que «é muito forte aí e no momento da perda de bola, é muito vertical, objetivo e pragmático».

«Temos que ser uma equipa compacta para não permitir espaço entre linhas e controlar a profundidade porque o Vitinha é muito forte a atacar esse espaço. Com bola, temos que ter coragem para saber ferir o adversário e tranquilidade de finalizar no último terço», referiu.

Álvaro Pacheco admitiu como «grande probabilidade» sofrer golos em Braga, mas disse preferir olhar para a vontade do Vizela também querer marcar, pedindo aos seus jogadores «concentração» e «foco».

«Grande abraço a Sérgio Conceição»

No final, Álvaro Pacheco fez questão de deixar um «grande abraço» ao treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, e “repudiar claramente o que aconteceu” após a derrota dos ‘dragões’, por 4-0, com o Club Brugge, na terça-feira, para a Liga dos Campeões – o carro onde seguia a sua mulher e dois filhos do treinador dos ‘azuis e brancos’ foi apedrejado por adeptos do clube portista.

O defesa central Bruno Wilson continua lesionado e vai falhar a deslocação a Braga, tal como o defesa direito Tomás Silva, castigado.

SC Braga e FC Vizela defrontam-se a partir das 20h30 deste domingo,no Estádio Municipal de Braga. André Narciso (AF Setúbal) é o árbitro.


Autor: Redação/Lusa