twitter

João Pedro Sousa: «Ganhar a um candidato é muito importante»

João Pedro Sousa: «Ganhar a um candidato é muito importante»
Fotografia Estúdios Lima/Vila Verde

José Costa Lima

Jornalista

Publicado em 12 de agosto de 2023, às 10:03

João Pedro Sousa elogiou o comportamento da sua equipa.

João Pedro Sousa elogiou o comportamento da sua equipa. No entanto, ressalvou que o seu discurso não vai mudar.

«A primeira parte foi difícil para nós, entrámos um pouco desconfiados do nosso próprio jogo, faltam algumas rotinas. No entanto, em termos de organização conseguimos retirar espaço onde acreditamos que o Braga é mais forte. Perceber as dinâmicas do Braga num corredor e noutro, que são diferentes. Sentimos algumas dificuldades na nossa construção, perdíamos rapidamente a bola. Com exceção do golo, no entanto, e de uma situação do Braga logo a seguir, tiveram muita bola, muita posse, mas conseguimos fechar os espaços e não permitimos mais. Na segunda parte ajustámos alguns posicionamentos, definimos outras zonas de pressão para nos instalar mais vezes em zonas de ataque. Fomos fazendo isso, fomos criando oportunidades para chegar ao último terço e acabámos por marcar. Ficámos confortáveis no jogo, até fisicamente, os jogadores que entraram produziram muito, as substituições correram bem, e sentimos que a equipa estava a acreditar e podia chegar ao 1-2. Não tivemos grandes apuros e acabámos o jogo confortáveis perante uma grande equipa, que vai longe nas competições europeias, não tenho dúvidas nenhumas. Para nós foi um resultado muito importante», testemunhou.

O técnico do FC Famalicão reafirmou que o SC Braga continua a ser um «candidato ao título» de campeão e voltou a colocar os pés bem assentes no chão. «É redutor dizer isto, mas este jogo valeu só três pontos. Jogar num estádio difícil perante uma equipa forte, que nos pôs à prova, dá para refletir em que nível estamos, é importante. Somar três pontos na primeira jornada, contra um dos candidatos ao título, é de uma importância muito grande. Não reformulamos nada com isto. Zero. O que analisamos é a capacidade que os jogadores têm de reter informação rapidamente. O campeonato é exigente e será impossível ganhar os jogos todos», disse.