twitter

I Liga 2023/24: Vizela renovado procura um campeonato regular e tranquilo

I Liga 2023/24: Vizela renovado procura um campeonato regular e tranquilo
Fotografia DR

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 10 de agosto de 2023, às 10:42

O clube quer tentar alcançar a manutenção o mais rápido possível.

O Vizela ambiciona disputar uma I Liga de futebol 2023/24 regular e quer tentar alcançar a manutenção o mais rápido possível, apesar de várias condicionantes que trazem alguma imprevisibilidade ao possível desempenho dos minhotos.

Tendo em conta a mudança de treinador, uma nova administração e uma autêntica 'revolução' no plantel, marcada por saídas importantes e outras tantas entradas, deixam no ar muitas dúvidas sobre o que os vizelenses irão fazer na nova época. Para além da saída do treinador Tulipa, deixaram ainda o Vizela jogadores importantes como foram os casos de Guzzo e Kiki Afonso, peças nucleares desde a subida à I Liga, Ivanildo, o lateral Igor Julião, o médio Claudemir e o avançado Osmajic, melhor marcador da equipa na época passada.

Relativamente às entradas, é de realçar a variedade de nacionalidades (16) presente no plantel vizelense. Além do central João Escoval, do lateral ucraniano Orest Lebedenko e do médio Rafael Bustamente, o Vizela contratou vários reforços essencialmente para o ataque, como Jardel, que se destacou na época passada no Feirense, o espanhol Unzueta, o francês Essende e o congolês Dylan Saint-Louis. O treinador Pablo Villar, de 36 anos, um dos dois estreantes no principal escalão, a par de Rui Borges, do Moreirense, é o técnico mais jovem da I Liga e suscita muitas expectativas para esta época.

O espanhol foi a escolha da nova SAD do Vizela para comandar os destinos da equipa esta época, tendo um currículo pouco conhecido em Portugal, sendo que a última experiência do treinador foi ao serviço do FK Riterai, na Lituânia, de onde saiu em março deste ano. Antes, esteve no Pohronie, na Eslováquia, e trabalhou como adjunto na China e na Ucrânia, além de ter passado por vários clubes de escalões inferiores em Espanha.

Esta época, o Vizela já entrou ao ‘serviço’ na Taça da Liga e, na primeira ronda, venceu o Marítimo, mas logo de seguida ficou pelo caminho na competição, eliminado pelo AVS, da II Liga. No final desse encontro, o treinador Pablo Villar deixou bem claro que o percuros do Vizela era longo. “Os nossos adeptos estão chateados, e percebo-os bem, porque também estamos aborrecidos, mas isto é só o início. Temos de trabalhar muito, para melhorar a nossa prestação", disse na altura o treinador.

O Vizela inicia o campeonato no sábado, com uma visita ao Sporting, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, numa partida que se vai realizar às 20h30.