twitter

Euro sub-19: Marcelo felicita jogadores que “honraram o nome de Portugal”

Euro sub-19: Marcelo felicita jogadores que “honraram o nome de Portugal”
Fotografia FPF

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 17 de julho de 2023, às 11:35

Marcelo considera que os atletas e equipa técnica “honraram o nome de Portugal”, apesar de terem perdido a final do europeu.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, felicitou este domingo os jogadores da seleção de futebol sub-19. Considerou que os atletas e equipa técnica “honraram o nome de Portugal”, apesar de terem perdido a final do europeu.

“Apesar do resultado, o Presidente da República considera que os jovens atletas, bem como toda a equipa técnica, honraram o nome de Portugal e de todos os portugueses, com a certeza de que alcançarão novas conquistas durante o seu promissor futuro”, lê-se numa nota publicada no site oficial da Presidência da República.

Segundo a nota, Marcelo Rebelo de Sousa já falou com o presidente da Federação e felicitou os jogadores e treinador da seleção nacional de futebol de sub-19, “pelo percurso de muito trabalho e dedicação que permitiu chegar ao mais alto patamar que é uma final do europeu de futebol”.

Também na rede social 'Twitter', o presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, felicitou os jovens jogadores. "Parabéns aos jovens portugueses vice-campeões europeus de futebol sub-19. Fizeram um belo campeonato", escreveu.

Portugal foi este domingo derrotado pela Itália por 1-0 na final do Europeu de futebol em sub-19, disputada em La Valletta, Malta, e falhou a conquista do troféu que tinha conseguido em 2018. No Estádio Nacional Ta´Qali, a seleção portuguesa, que tinha vencido todos os jogos disputados até à final, incluindo uma goleada à Itália (5-1) na fase grupos, sofreu o único golo da partida aos 19 minutos, apontado pelo extremo transalpino Michael Kayode.

A seleção lusa, que se sagrou campeã da Europa de sub-19 uma única vez, em 2018, também numa final com a Itália, foi agora derrotada pelos transalpinos no jogo decisivo, tal como já tinha acontecido em 2003, e soma já cinco finais perdidas na competição, enquanto os italianos levantam o cetro pela segunda vez.