Fotografia: DR

Descoberto em Roma manuscrito original do padre António Vieira

Manuscrito foi descoberto pela investigadora Ana Valdez

Redação
31 Mai 2022

 O manuscrito original da obra seiscentista “Clavis Prophetarum”, do padre António Vieira, dado como desaparecido, foi descoberto em 2020 em Roma pela investigadora portuguesa Ana Valdez, já foi restaurado e está planeada a sua edição, foi ontem anunciado.

«Acabou o mito de que o original não existe. O trabalho ainda só agora começou para desvendar os segredos da ‘Clavis Prophetarum’”, afirmou Ana Travassos Valdez, investigadora do Centro de História da Universidade de Lisboa, numa apresentação pública da descoberta do manuscrito, ontem em Lisboa.

O documento em causa foi apresentado como o único livro que o padre António Vieira (1608-1697) escreveu, para lá dos sermões, mas que nunca editou em vida, sendo agora o ponto de partida para uma investigação mais ampla, transversal e internacional.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up