Fotografia: DM

ATAHCA defende reforço de 6,9 milhões para apoiar emprego e empreendedorismo

Número de Candidaturas do Cávado ao +CO3SO ultrapassou as expetativas da Associação.

Redação
9 Jan 2021

A ATAHCA – Associação de desenvolvimento das Terras Altas do Homem, Cávado e Ave defende que é necessário reforçar a dotação financeira do +CO3SO Emprego face ao número de candidaturas do território do Cávado apresentadas a este sistema de apoio ao emprego e empreendedorismo comparticipado com verbas do programa Operacional NORTE 2020 e gerido por Grupos de Ação Local.

«O número absoluto de candidaturas ultrapassou as expectativas da ATAHCA, tendo sido apresentado um valor de mais de 15 vezes. Após a análise técnica obtiveram mérito para aprovação candidaturas, nas 3 medidas, de montante superior a 8,3 milhões de euros, para uma dotação de cerca de 1 milhão e 450 mil euros», adianta a Associação presidida por José da Mota Alves.

Se forem aprovadas todas as candidaturas com mérito, será necessário, refere a ATAHCA, um reforço de 6.927.115,50 euros, permitindo a criação de 173 novos postos de trabalho, o que «contribuirá para a dinamização do tecido económico dos territórios da NUT III Cávado, onde parte significativa é território rural, de baixa densidade e com taxas elevadas de despovoamento».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up