Fotografia:

Peregrinos de S. Bento convidados a ouvir a crise social com o coração

Arcebispo de Braga presidiu à missa solene da Segunda Romaria em honra de S. Bento

11 Jul 2020

Algumas centenas de peregrinos subiram hoje ao santuário de S. Bento da Porta Aberta, em Rio Caldo, Terras de Bouro, para aquela que foi a Segunda Romaria em honra do Pai e Padroeiro da Europa.

Este ano, devido à pandemia, apenas foi celebrada a Eucaristia solene em honra de S. Bento, presidida pelo Arcebispo Primaz de Braga, cumprindo-se as regras determinadas pelas autoriadades civis e eclesiásticas.

Na homilia, D. Jorge Ortiga convidou os fiéis a seguirem o modelo de vida de S. Bento e a porem em prática algumas das suas lições, neste período de pandemia, nomeadamente o artigo da regra de S. Bento que diz: “abre o ouvido do teu coração”.

«Estamos a viver uma crise muito complicada, que começou por ser de saúde, hoje é económica e social. Sejamos capazes de suscitar um novo começo. Se S. Bento iniciou um período novo na história da Igreja, na história da humanidade, eu creio que diante desta pandemia importa um novo começo, importa recomeçar», disse o prelado.

Referindo que das calamidades também se podem tirar lições concretas, o Arcebispo incentivou os romeiros a encararem este período atípico como uma oportunidade para recomeçar, numa atitude diferente, ou seja, ouvindo com o coração os gritos que podemos encontrar na sociedade resultantes desta crise.

«Sejamos capazes de ouvir as desigualdade, as injustiça, as pessoas com necessidades às quais temos que dar resposta», exortou.

Ao contrário dos anos anteriores, a cripta da Basílica de S. Bento da Porta Aberta não esteve repleta de romeiros nem se realizou a habitual procissão exterior em honra de S. Bento. Os peregrinos, todos com máscara, distribuíram-se pela parte central e pelas alas laterais, mantendo a distância de segurança recomendada.

Os romeiros também não puderam subir ao trono da capela-mor da Basílica para expressar a sua devoção ao santo. O andor de São Bento esteve presente na Cripta durante a Eucaristia que foi concelebrada pelo reitor do santuário, o padre Adelino Sousa e Costa, e pelo presidente da Irmandade de S. Bento, o cónego Rosmaninho Mariz.

No Espaço de Atendimento ao Peregrino, além de informação, a  Irmandade disponibilizou uma certificado de presença para os peregrinos autenticado pelo Mesa Administrativa.





Notícias relacionadas


Scroll Up