Fotografia: DR

As frases fortes do Presidente da República num dia histórico para Portugal

Covid-19.

Nuno Cerqueira
18 Mar 2020

Foram várias a frases fortes da declaração do presidente da República, que hoje, às 20h01, declarou o Estado de Emergência (ver aqui) face à pandemia do Covid-19.

Marcelo Rebelo de Sousa utilizou palavras como “guerra”, “família”, “perigoso”, “solidariedade”, “ingrato”, “inimigo”, “luta”, “democracia” ou “vida”, “vencer” e “democracia”.

Eis aqui algumas das frases de Marcelo Rebelo de Sousa:

«Uma decisão excecional num tempo excecional»

 

«Um teste nunca vivido ao nosso Serviço Nacional de Saúde»

 

«Um desafio enorme para a nossa maneira de viver e para a nossa economia»

.

«É uma tarefa de todos e não de cada um abandonado à sua sorte»

 

«Aqui chegados, entendi dever convocar o Conselho de Estado, e, nos termos da Constituição, ouvi o Governo e solicitei autorização à Assembleia da República para decretar o estado de emergência»

 

«Sabia e sei que os Portugueses estão divididos»

 

 «Nós, que começamos mais tarde, devemos aprender com os outros e poupar etapas»

 

«O Povo Português tem sido exemplar»

 

«O que seria, mais tarde, se fosse necessário agir, num ou noutro caso, neste quadro preventivo e ele não existisse?»

 

«O estado de emergência dura quinze dias, no fim dos quais pode ser renovado»

 

«Dá poderes ao Governo mas não regidifica o seu exercício»

 

«É também um sinal democrático»

 

«É a Democracia a usar os meios excecionais que ela própria prevê para tempos de gravidade excecional»

 

«Não é uma interrupção da Democracia. É a Democracia a tentar impedir uma interrupção irreparável na vida das pessoas».

 

«Não é, porém, uma vacina, nem uma solução milagrosa, que dispense o nosso combate diário»

 

Tudo mais cedo do que mais tarde.

 

«Assim é em tempo de guerra, as economias não podem morrer»

 

«Nesta guerra, como em todas as guerras, só há um efetivo inimigo, invisível, insidioso e, por isso, perigoso, Que tem vários nomes. Desânimo. Cansaço. Fadiga do tempo que nunca mais chega ao fim»

 

«Resistência, solidariedade e coragem são as palavras de ordem. E verdade, porque nesta guerra, ninguém mente nem vai mentir a ninguém»

 

«O caminho ainda é longo, é difícil e é ingrato»

 

«Na nossa História, vencemos sempre os desafios cruciais»

 

«Nascemos antes de muitos outros. Existiremos ainda, quando eles já tiverem deixado de ser o que eram e como eram»

 

«Somos assim. Porque somos Portugal»





Notícias relacionadas


Scroll Up