Fotografia: DR

Arcebispo de Braga apreensivo e surpreendido com encerramento da “Rádio Sim”

D. Jorge Ortiga: «A Arquidiocese repensará a sua presença na rádio».

Nuno Cerqueira
5 Jan 2020

O Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, disse estar «apreensivo» e «surpreendido» com a decisão, por parte da gerência da Rádio Renascença, de «descontinuar» a Rádio Sim.

«Não podemos deixar de pensar nos trabalhadores. Esperamos que para todos se encontrem soluções de harmonia com as determinações laborais, sabendo, à partida, que isso já foi devidamente equacionado», começou por referir em nota deixada na sítio da Arquidiocese de Braga e difundida pelas redes sociais.

 

 

«A Rádio Sim era uma presença da Igreja na comunicação social com grande acolhimento por parte dos cristãos», sublinha D. Jorge Ortiga.

O Arcebispo recorda que a Rádio Sim era próxima de uma comunidade cada vez mais isolada: os idosos.

«Produzindo conteúdos que lhes proporcionassem companhia e os ajudassem, muito concretamente, a viver, aprofundar e a celebrar a fé. Bem como a serem informados sobre a actualidade da Igreja», frisou.

«Acreditamos na força e na importância dos meios de comunicação social. A Arquidiocese repensará a sua presença na rádio — sem perder muito tempo — e garantirá aos cristãos mais simples e humildes a escuta da voz da Igreja», dá nota ainda D. Jorge Ortiga, esclarecendo que a notícia «foi debatida com o Cabido Metropolita, que na Arquidiocese de Braga funciona como Colégio de Consultores, e o Cabido gostaria, de igual modo, de marcar a sua incompreensão e tristeza pelo sucedido».

 





Notícias relacionadas


Scroll Up