Fotografia: RTP/CMTV

Tensão no “cordão humano” em Valença contra agressões a profissionais de educação

Na EB2/3 de Valença.

Nuno Cerqueira
22 Out 2019

A comunidade escolar da EB 2/3 de Valença realizou hoje de manhã um cordão humano de repúdio a agressões a profissionais de educação. A manifestação surge após agressão do pai de uma aluna a dois professores e dois auxiliares, na quinta-feira passada.

No entanto a comunidade local de etnia cigana avançou à mesmo hora com uma “contra” manifestação.

O clima à porta da escola foi de constante tensão.

Os manifestantes da comunidade escolar firmam que «esta é uma manifestação contra a violência e não uma manifestação contra a comunidade de etnia cigana».

Ameaçados frequentemente, agressões e furtos são alguns dos problemas apontadas pela comunidade escolar. Já do outro lado, a comunidade de etnia cigana fala em racismo.

O Sindicato dos Professores do Norte considera «intolerável a violência de que os profissionais da educação são alvo no exercício da sua atividade e reafirma que urge tomar medidas que garantam a imprescindível segurança» nas escolas.





Notícias relacionadas


Scroll Up