twitter

Economia portuguesa com excedente externo histórico de 5,1 mil ME até agosto

Economia portuguesa com excedente externo histórico de 5,1 mil ME até agosto
Fotografia DR

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 19 de outubro de 2023, às 12:53

A economia portuguesa registou um excedente externo de 5,1 mil milhões de euros (ME) até agosto, o que compara com um défice de 1,9 mil milhões de euros no mesmo período de 2022, divulgou hoje o BdP.

 

Os dados do Banco de Portugal (BdP) revelam que o excedente registado entre janeiro e agosto deste ano é o valor mais elevado registado durante os oito primeiros meses do ano desde o início da série de dados, em 1996.

Segundo o BdP, a melhoria do saldo externo de Portugal até agosto em sete mil milhões de euros face ao período homólogo do ano passado resulta da diminuição do défice da balança de bens, do aumento do excedente da balança de serviços e da subida do excedente da balança de capital.

O défice da balança de bens caiu 1.021 milhões de euros, uma vez que as exportações aumentaram ligeiramente e as importações decresceram (+0,1% e -1,4%, respetivamente).

Por sua vez, o aumento do excedente da balança de serviços em 4.742 milhões de euros, reflete em grande medida os acréscimos, de 2.403 milhões de euros, do saldo das viagens e turismo e, de 1.848 milhões de euros, do saldo dos serviços de transporte, segundo o BdP.

Já a subida do excedente da balança de capital, de 950 milhões de euros, para 2.048 milhões de euros, deve-se sobretudo “a uma maior atribuição aos beneficiários finais de fundos recebidos da União Europeia com vista ao investimento e a um aumento da cedência de licenças de carbono”.

Os dados do supervisor bancário indicam ainda que capacidade de financiamento da economia portuguesa nos primeiros oito meses deste ano se traduziu num saldo da balança financeira de 5.488 milhões de euros.

Esta evolução reflete o aumento dos ativos sobre o exterior, de 8.684 milhões de euros, e o aumento dos passivos externos, de 3.196 milhões de euros.

Isolando o mês de agosto, Portugal registou um excedente das balanças corrente e de capital de 1.951 milhões de euros, que compara com um excedente de 571 milhões de euros no mesmo mês de 2022.

O BdP destaca que o saldo da balança de bens e serviços apresentou “um aumento expressivo”, de 1.361 milhões de euros, fixando-se em 1.560 milhões de euros.

Esta evolução resultou por um lado, da diminuição, de 773 milhões de euros, do défice da balança de bens, para 2.234 milhões de euros e por outro lado, do acréscimo de 588 milhões de euros do excedente da balança de serviços, para 3.794 milhões de euros.

Os dados do BdP indicam ainda que a capacidade de financiamento da economia portuguesa traduziu-se num saldo da balança financeira de 2012 milhões de euros em agosto, devido ao aumento dos ativos sobre o exterior, de 3.084 milhões de euros e ao aumento dos passivos externos, de 1.072 milhões de euros.