twitter

Um paraíso em crescendo

Recordo-me da minha mãe me levar a mim e à minha irmã, aos sábados e domingos, até a esta praia fluvial, situada na Vila de Prado. Fazíamos a viagem de autocarro dos TUB, saindo na última paragem antes da ponte. Tenho memórias, de em anos mais sedentos de chuva, atravessávamos o rio a pé. Existia apenas o Clube Náutico, um pavilhão já antigo e nada mais.

Hoje chego à Praia do Faial, e temos valências que em muito dignificam e valorizam este pequeno já grande paraíso, no distrito de Braga, Concelho de Vila Verde. Situada no Lugar do Faial, banhada pelo Rio Cávado, sombreada por duas margens verdes, do lado da Vila e do lado da freguesia de Palmeira, a praia fluvial do Faial, é um dos pontos mais emblemáticos e procurados do Concelho de Vila Verde. Procurada por banhistas não só de Prado, mas também de Vila Verde, Braga, Guimarães, Barcelos. Tornou-se num “spot” apetecível não só pelas águas do Rio Cávado, mas também pela segurança e ambiente familiar que a própria proporciona.

Desde os anos 80, com a construção do Clube Náutico, a praia do Faial, deixou de ser apenas um local para mergulhos. Ao longo dos anos, e acompanhando o crescimento da prática de Canoagem, este local foi-se transformando na Praia Fluvial que é hoje.

Hoje, a Praia Fluvial ostenta um Clube Náutico com condições de excelência, tendo nos últimos anos servido de máquina de fazer atletas campeões nacionais nas mais diversas categorias. Estando até projetado um Centro de Alto Rendimento no mesmo.

Possui um restaurante que nos permite almoçar e desfrutar da beleza natural da zona, assim como bar de apoio. Existem atividades lúdicas, patrocinadas pela Junta de Freguesia da Vila de Prado, que ao fim semana animam os presentes. De realçar que devido à pandemia que atravessamos as mesmas encontram-se canceladas.

Também devido à mesma pandemia a procura pelas praias fluviais no distrito de Braga disparou, sendo que em muitas delas, chegando à hora de almoço obrigam ao seu encerramento decido à lotação atingir o seu limite. Foi também devido a esta pandemia que Braga viu as suas praias fluviais serem dadas a conhecer como nunca. Antes eram vistas como uma alternativa às enchentes das praias do nosso litoral, hoje são uma escolha prioritária em relação às mesmas, seja pela proximidade, redução dos custos de transporte, e hoje neste contexto como uma forma de prevenção no que diz respeito à pandemia do Covid-19.

A aposta por parte dos Municípios, e nomeadamente, neste caso, o do Município de Vila Verde, deve ser cada vez maior. Existe aqui um tesouro que pode ser maior e melhor, proporcionando aos Pradenses e demais frequentadores uma qualidade de Praia Fluvial, digna das melhores do país. É urgente adequar a praia às necessidades atuais dos utentes.

A título de curiosidade, e em contacto com o autarca local, presidente da Junta de Freguesia da Vila de Prado, Albano Bastos, fui informado que a própria praia fluvial, irá ser dotada de um percurso pedonal que unirá a Praia à Ponte de Prado, permitindo aos utentes o passeio e a prática de desporto na zona. O aumento do parque de estacionamento irá também acontecer, sendo que a autarquia Municipal, gestora do espaço, já adquiriu um terreno adjacente à praia, para o mesmo.

Com estas condições acima referidas, como Bracarenses, como Pradenses, como Vila Verdenses, temos o dever e o direito, no que diz respeito a usufruir deste paraíso que temos à nossa porta. Se já é uma praia fluvial com uma qualidade extrema, quando os investimentos futuros projetados acontecerem, iremos com certeza transformar as praias do litoral, em simples alternativas.

Entretanto, vamos a banhos, pois o calor aperta, e a água do Cávado chama por mim.


Autor: José Macedo
DM

DM

24 agosto 2020