twitter

Turistas ou selvagens?

O turismo está na moda. Viajar está entre as prioridades de muita gente. Em alguns casos, quase se tornou numa obrigação, como se fosse preciso vencer uma competição imaginária, em que é preciso viajar sempre mais, mais e mais.

O certo é que são reconhecidas as vantagens económicas e de enriquecimento pessoal das viagens. Apesar de as viagens darem uma mundividência diferente, infelizmente vemos a proliferação de turistas mal-educados.

As pessoas serão mesmo mal-educadas ou será que o estatuto de “turista” lhes sobe à cabeça e faz com que criaturas cordatas comecem a agir como selvagens, violando até algumas regras de elementar bom senso?

Já vimos notícias de turistas que destruíram património ou deixaram morrer animais só para poderem tirar uma fotografia.

Na igreja, durante a missa, quantas vezes já vimos turistas, quase de biquíni, a atenderem o telefone e a explicarem alto e bom som que não podiam falar porque estavam num sítio muito bonito e blá, blá, blá, durante intermináveis minutos?

Basta ir à praia ou à piscina para ver pessoas que põem a toalha em cima da quem já lá está, em vez de darem mais dois passos para um local com espaço livre.

Neste cenário, por uma boa convivência em sociedade, em que o turismo veio para ficar, devemos ser bem-educados, mas não podemos tolerar selvajarias. Mesmo que tenhamos que mandar alguém passear...


Autor: Teresa Ribeiro
DM

DM

3 agosto 2019