twitter

Os cristãos esquecidos de…

Vivemos um tempo de cobardia social e individual. Um tempo do “politicamente correcto” dominado pelo pensamento único e em que o esforço de viver cristãmente (o quanto é difícil!) passou de moda. Falta coragem. O mundo é dos tíbios por opção. Tempo de almas cinzentas.

Os cristãos do Ocidente esqueceram-se do que são e fazem todos os esforços para não se lembrarem de que irmãos seus na fé comum, de que não querem lembrar-se, são perseguidos diariamente. Muitos destes morrem ou são obrigados ao exílio para não renegar a sua fé, as promessas do seu Baptismo. São muitos milhares: homens, mulheres, adolescentes e crianças que dia após dia são martirizados. Mortos. Obrigados ao exílio.  Recordamo-los?

Analisemos como no Ocidente se reagiu ao massacre recente de quase três dezenas de cristãos coptas egípcios, quando, pacificamente, se dirigiam em peregrinação a determinado santuário. E não é despropositado recordar que as comunidades cristãs no Egipto são dos tempos apostólicos e que a chegada dos muçulmanos demorou quase 7 séculos. Ouviu-se um silêncio ensurdecedor nos media e na maioria esmagadora das nossas comunidades! Um silêncio cúmplice.

Entretanto, o Círculo Internacional Shahbaz Bhatti, uma fundação da Militia Sanctae Mariae, que tem o nome desse grande e exemplar cristão e político paquistanês vilmente assassinado por fanáticos extremistas, não se cansa de pedir (é seu único pedido!) que se implemente a oração pública e privada pelos cristãos perseguidos em todo o mundo.

Não nos pesam na consciência os nossos silêncios da indiferença face a tantos e tantos que são OS CRISTÃOS ESQUECIDOS DE? …

Sim… devem pesar, mas não pesam. E aqui está o drama deste Ocidente sem projectos e horizontes de vida que não sejam vividos no imediato. Tudo o resto (e há tanto "resto"  importante !) não conta para nada ou, não sendo totalmente pessimista, conta para muito pouco.

OS CRISTÃOS ESQUECIDOS DE … estão no Mali, na Nigéria, no Paquistão, no Egipto, na Líbia… e também na Europa! E neste continente os cristãos andam, por aí, infelizmente, esquecidos de si mesmos. E muitos dos que ainda se lembram do seu Baptismo são meros consumidores!… Consumidores de Missas de funeral, de casamentos que de sacramento têm tão pouco, de baptizados, de procissões (quantos participam, de facto, e não passam de simples espectadores de um desfile mais ou menos folclórico…).

OS CRISTÃOS ESQUECIDOS DE … afinal, não são OS CRISTÃOS ESQUECIDOS DE … SI MESMOS ?


Autor: Carlos Aguiar Gomes
DM

DM

23 junho 2017