twitter

Envelhecimento e demografia

Voltamos a este tema – envelhecimento e demografia – que é um grave problema que o país enfrenta; se o envelhecimento da população tem aumentado a um ritmo acelerado, a dificuldade em repor a natalidade denuncia uma acentuada queda de nascimentos. 

Perante esta preocupante realidade, segundo as estatísticas, somos um dos mais envelhecidos países do planeta; e a manter-se esta inquestionável e dramática reposição de gerações, as previsões apontam para uma inóspita descida para metade da atual população portuguesa ou seja para cerca de 5 milhões o que conduzirá a uma séria ameaça de extinção da raça portuguesa. 

Ora, para este abaixamento da população claramente tem concorrido a forçada emigração da nossa juventude, em busca de mais e melhores garantias de condições de trabalho e, assim, deixa de constituir família e de procriar no seu país, no nosso país; e, se alguma esperança existe de abrandamento desta queda demográfica e da natalidade, ela reside no aumento de nascimentos de filhos de imigrantes chagados ao nosso país fugidos à escassez de trabalho, às más condições de vida e a situações políticas adversas nos seus países de origem. 

Pois bem, variados são os fatores do envelhecimento e da queda da demografia; e se para o envelhecimento da nossa população os meios médico-sanitários e as condições de vida são fundamentais, já para a queda da população mais variada é a fenomenologia que a condiciona, desde as condições políticas às socioeconómicas, sem esquecer as contingências psicológicas e ambientais que geram fenómenos de emigração. 

Por exemplo, a pobreza é um drama social que, hoje, atinge milhares de famílias que, confrontadas com tal desiderato, têm de recorrer às instituições de solidariedade social para arranjar comida, vestuário, habitação e apoio médico e escolar para a família, sem esquecer os demais meios de subsistência; e este drama faz com que diminua o número de casamentos e, consequentemente, de nascimentos a que acresce o abandono tardio dos jovens da casa dos pais. 

Também a ideologia e, obviamente, ação política de certos partidos e forças de esquerda e de extrema-esquerda que lutam pela destruição e abandono da forma tradicional de família, bem como pela adoção de métodos anticoncetivos, banalização e legalização do uso do aborto e da interrupção voluntária da gravidez, dos casamentos homossexuais, do divórcio e das famílias monoparentais, são entraves sérios à adoção de medidas que promovam e encorajem a procriação e, concomitantemente, o aumento da natalidade sustentável, necessária e desejada. 

Depois, o avanço e imposição de ideologias onde pontificam o feminismo, o relativismo, o populismo, o fanatismo e o extremismo sempre concorrem para a inversão e destruição dos critérios, valores, atitudes, tolerância e justiça social, afetando drasticamente a segurança, solidariedade, convivência e sustentabilidade das instituições sociais; e, consequentemente, lançam a confusão, o caos, a inconstância e descrédito na vida das pessoas e das organizações. 

Agora, a pandemia que nos atingiu gravemente e ainda por aí vai grassando, embora menos agressiva, culpada pela morte de milhares de idosos assim causando uma baixa nas estatísticas que regulam a velhice, é responsável pelo debelar dos números da demografia nacional; e se o mundo chegou este ano aos 8 mil milhões de habitantes, prevendo-se que, no final do século, atinja os 10 mil milhões, assim se colocam ao futuro da humanidade o drama da fome e da miséria absolutas; e para esta situação concorrem, no momento, a China, a Índia, os Estados Unidos da América, a Indonésia, o Paquistão, a Nigéria, o Brasil, o Bangladesh, a Rússia e o México em acelerado aumento demográfico.

Perante esta dramática realidade, a diminuição demográfica que nos atinge pode não ser um mal, mas, até, um beneficio; pois, não teríamos condições socioeconómicas de alcançar e garantir os desejados conforto, segurança, bem-estar e a felicidade a uma população em crescimento e desenvolvimento acelerados. 

Então, até de hoje a oito.

Dinis Salgado

Dinis Salgado

25 outubro 2023