twitter

Intervenção Farmacêutica

 

No final do mês de setembro (26) cumpre-se uma das efemérides que tenho o grato prazer de assinalar: o Dia Nacional dos Farmacêuticos. 

Trata-se de uma ocasião para se reconhecer, celebrando, o papel fundamental destes profissionais na promoção da saúde e do bem-estar da população portuguesa. 

Importa assim sublinhar um conjunto de características, muitas vezes esquecidas, que espelham o papel multifacetado e essencial dos farmacêuticos na nossa sociedade, enquanto verdadeiros pilares do sistema de saúde comunitário, a saber:

- A presença, em praticamente todas as localidades de Portugal, garante que cuidados de saúde estejam ao alcance de todos, incluindo nas áreas mais remotas. Isto é particularmente crucial em momentos de urgência, abrangendo aqueles que não têm fácil acesso a centros de saúde ou hospitais, permitindo a eliminação de barreiras temporais para o cuidado;

- O espetro alargado de intervenção através da prestação de uma ampla gama de serviços de saúde, incluindo aconselhamento farmacêutico, rastreio de doenças, administração de vacinas, medição de parâmetros vitais, entre outros;

- A qualidade na prestação de serviços pela formação permanente e rigor profissional;

- O papel na promoção da saúde e prevenção da doença ou ainda o contributo para a melhoria dos índices de literacia em saúde.

De uma forma ainda mais concreta e objetiva, vejamos como se traduzem estes conceitos em algumas medidas práticas, mais recentes, levadas a cabo pelos farmacêuticos, que impactam positivamente o sistema de saúde e a vida dos portugueses:

- A campanha de vacinação contra a Gripe e a Covid – o aumento da acessibilidade e a mobilização destes profissionais permitiu aumentar exponencialmente a cobertura vacinal no seio da população portuguesa;

- A disponibilidade para entregar medicamentos de uso hospitalar exclusivo nas farmácias, tem aliviado substancialmente as deslocações aos hospitais e melhorado o acesso dos pacientes a tratamentos essenciais;

- A possibilidade de devolução de valores, no ato da aquisição nas farmácias, do complemento solidário para idosos na compra de medicamentos comparticipados permitiu aliviar o peso financeiro sobre estes, permitindo-lhes acesso a medicamentos essenciais de forma mais acessível.

Muitos mais poderiam ser acrescentados para sublinhar o papel insubstituível dos farmacêuticos, nas suas várias vertentes de intervenção, no sistema de saúde em Portugal. Os portugueses sabem-no e não esquecem, em especial numa altura em que o SNS - Serviço Nacional de Saúde se debate com os mais sérios problemas de que há memória e para os quais não se vislumbram soluções céleres e eficazes…

 

Mário Peixoto

Mário Peixoto

7 outubro 2023