twitter

Iniciativa ecuménica debate lugar das Igrejas cristãs na reconciliação entre Rússia e Ucrânia

Iniciativa ecuménica debate lugar das Igrejas cristãs na reconciliação entre Rússia e Ucrânia
Fotografia

Publicado em 22 de março de 2022, às 11:04

Debate realiza-se no dia 30 de março.

A Comunidade da Capela do Rato vai organizar, no próximo dia 30 de março, pelas 21h30, um debate sobre o lugar das Igrejas cristãs na construção da paz e na reconciliação entre os povos russos e ucraniano. Neste encontro pretende-se «avaliar a dimensão religiosa presente na invasão da Rússia à Ucrânia, o compromisso das Igrejas ortodoxas ucranianas em defesa do seu povo, a posição do Patriarca de Moscovo que vê nesta guerra um combate metafísico contra o ocidente corrupto», disse a organização. O encontro conta com a participação de Paulo Portas, antigo ministro dos negócios estrangeiros e atual comentador político; do historiador Luís Filipe Thomaz, profundo conhecedor do cristianismo oriental e monge da Igreja ortodoxa da Moldávia, com o nome religioso de Fr. Jerónimo; do jornalista Filipe Avilez, da Ajuda à Igreja que Sofre. Estarão tambémo padre Natanael Harasy, da Igreja grego-católica da Ucrânia, Évora; o padre Sergey Borski, da Igreja Ortodoxa Russa e o padre Paulo Brandão da Igreja Ortodoxa da Sérvia. O debate, transmitido via zoom, será moderado pelo padre António Martins, capelão da Capela do Rato, e pelo jornalista Pedro Cordeiro, editor de política internacional do jornal Expresso. [Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]
Autor: Redação