twitter

Igreja de Braga quer vivência mais profunda do Evangelho e alargar horizontes da missão

Igreja de Braga quer vivência mais profunda do Evangelho e alargar horizontes da missão
Fotografia DR

Jorge Oliveira

Jornalista

Publicado em 14 de junho de 2024, às 20:02

III Assembleia Sinodal realiza-se amanhã no Auditório Vita

A III Assembleia Sinodal da Arquidiocese de Braga, que se realiza amanhã no Espaço Vita, centra-se na “Conversão ao Evangelho” e na “Oração e Vida Espiritual”, dois trilhos do programa pastoral arquidiocesano que tem como lema “Juntos no Caminho de Páscoa, Levar Jesus a todos e todos a Jesus”.

Nesse sentido, a Arquidiocese preparou um instrumento de trabalho pelo qual os participantes se vão orientar e que serve de base para as dinâmicas a desenvolver nas comunidades paroquiais, por forma a renovar e fortalecer a Igreja Bracarense.

 «Com este espírito sinodal, desejamos olhar para o nosso “Caminho de Páscoa - ‘Levar Jesus a todos e todos a Jesus’” e delinear os passos que queremos seguir como Igreja de Braga. Assim, esta Assembleia Sinodal terá o foco nas necessidades e desafios da nossa própria arquidiocese, mais do que nas questões debatidas no sínodo em Roma. Queremos, com união e discernimento, refletir e decidir juntos sobre o futuro pastoral da nossa Arquidiocese, garantindo que cada decisão e ação estejam em sintonia com os princípios da sinodalidade que nos guiam», resume o Secretariado do Conselho Pastoral Arquidiocesano.

 O encontro realiza-se no Espaço Vita, das 9h30 às 13h00, e é presidido pelo Arcebispo Metropolita de Braga, D. José Cordeiro.

Este processo sinodal é para nós um meio essencial de vivermos e aprofundarmos a comunhão, a participação e a missão como Povo Santo de Deus.


 

No instrumento de trabalho a Arquidiocese nota que há momentos em que é preciso reavaliar práticas e métodos, para continuar a  crescer e responder às necessidades atuais, percorrendo este caminho em conjunto.

«Embora tenhamos uma visão clara - «Levar Jesus a todos e todos a Jesus» - acreditamos que a jornada para alcançar esta visão deve ser feita de maneira colaborativa ou, como se diz na linguagem do Sínodo que estamos atualmente a viver, em comunhão e participação», refere o documento.

O Conselho Pastoral Arquidiocesano quer que cada membro da Igreja Bracarense, as paróquias e comunidades, os departamentos e serviços da Arquidiocese «sintam que são parte deste processo, contribuindo com as suas ideias, experiências e dons».

Nesta primeira etapa, a Arquidiocese de Braga optou pelos trilhos da “Conversão ao Evangelho” e da “Oração e Vida Espiritual”, acreditando que «a essência de uma Igreja renovada e capaz de sair em missão reside na riqueza da sua vida espiritual».

«Optar por estes dois trilhos significa dar prioridade ao que é fundamental: a transformação pessoal e comunitária através do poder do Evangelho e da vida de oração», sustenta.

A Arquidiocese de Braga convida todos a participar nesta caminhada que visa conduzir os cristãos diocesanos a uma «vivência mais profunda do Evangelho» e o alargamento dos horizontes da missão.