twitter

Detido por «abuso de confiança» com peças de ourivesaria

Detido por «abuso de confiança» com peças de ourivesaria
Fotografia

Publicado em 04 de outubro de 2018, às 11:17

Um relógio de bolso, dois candelabros em prata e uma balança de precisão.

Um homem com 65 anos de idade foi detido pela GNR da Póvoa de Lanhoso e vai responder pelo crime de «abuso de confiança». A situação está ligada a promessa de compra e venda de peças de ourivesaria. Segundo dados fornecidos pela GNR, o caso remonta a 2 de outubro, quando o suspeito, conhecido e que mantinha uma relação comercial de confiança com o lesado, apoderou-se de peças de ourivesaria no valor estimando de 23 mil euros.
«Teriam como destino a venda a um presumível cliente. Após o lesado confirmar que a venda não se tinha concretizado, o visado recusou-se a devolver as referidas peças», explicou a GNR.
Ora, no âmbito do processo-crime, os militaresrealizaram buscas tendo recuperado o material que o suspeito não queria devolver.
Um relógio de bolso, dois candelabros em prata e uma balança de precisão estão entre o material recuperado e apreendido pela GNR.
«O detido foi constituído arguido e sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência», confirmou fonte militar.
Autor: Nuno Cerqueira