twitter

Assembleia Municipal de Amares aprova compra das Termas de Caldelas pela câmara

Assembleia Municipal de Amares aprova compra das Termas de Caldelas pela câmara
Fotografia

Publicado em 01 de março de 2021, às 16:55

A autarquia vai recorrer a um empréstimo bancário de 1,1 milhões de euros para o efeito.

A Assembleia Municipal de Amares aprovou a compra do Complexo Termal de Caldelas pela autarquia, que vai recorrer a um empréstimo bancário de 1,1 milhões de euros para o efeito, anunciou hoje a autarquia. Em janeiro, aquela autarquia do distrito de Braga manifestou intenção de avançar com a compra da infraestrutura para "dar continuidade" a um projeto considerado como "um marco" no concelho. À data, a autarquia explicou que a proprietária do complexo, a "Empresa das Águas Minero-Medicinais de Caldelas, S.A, apresentou ao executivo uma proposta de venda de todos imóveis e da transmissão da posição jurídica na convenção com a ACSS - Administração Central do Sistema de Saúde, I.P. "Perante o cenário de eventual abandono e falência do complexo termal e dos seus serviços, mormente o termalismo, a câmara de Amares entendeu que a aquisição daquele património se afigura inquestionável do ponto de vista da salvaguarda da imagem pública do concelho e de um setor comercial que muito influencia os fluxos económico-sociais e turísticos de Amares", descreveu. "É uma obrigação política adquirir aquele imóvel para dar continuidade a este projeto, salvaguardando um dos grandes marcos do concelho e particularmente garantir os postos de trabalho das pessoas que lá colaboram", afirmou o presidente da autarquia, Manuel Moreira. Para a autarquia é necessário "imprimir uma maior vitalidade económica e social à Vila de Caldelas". A 25 de janeiro o executivo municipal aprovou, com abstenção do PS, a aquisição do Complexo Termal de Caldelas, com um empréstimo bancário de 1,1 milhões de euros, intenção à qual a Assembleia Municipal deu parecer favorável sexta-feira.
Autor: Redação/Lusa