twitter

Amares denuncia falta de limpeza das bermas que coloca peregrinos “em perigo”

Amares denuncia falta de limpeza das bermas que coloca peregrinos “em perigo”
Fotografia

Publicado em 18 de agosto de 2022, às 16:13

Ervas chegam a ter um metro de comprimento, colocando em causa a segurança de quem lá passa, de carro ou a pé.

Os autarcas de Amares denunciaram hoje a falta de limpeza das bermas da estrada nacional que atravessa o concelho, “colocando em perigo” os peregrinos que são obrigados a circular pelo meio da via. Em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara Municipal de Amares conta que o “estado miserável” das bermas da Estrada Nacional (EN) 205 e da EN 205/3, que “têm ervas com um metro”, revolta o município e os presidentes da junta, acusando a Infraestruturas de Portugal (IP) de não cumprir a promessa que fez de proceder à limpeza das bermas durante o mês de julho. Segundo Manuel Moreira, as estradas são atravessadas, diariamente, “por centenas e centenas de peregrinos” que se dirigem para os santuários de São Bento da Porta Aberta, no concelho vizinho de Terras de Bouro, e de Nossa Senhora da Abadia, situado na freguesia de Santa Maria de Bouro, em Amares, e que têm de circular pelo meio das vias. “Felizmente, até agora não houve nenhum acidente. Se houver, quero saber de quem é a responsabilidade”, avisa Manuel Moreira, eleito pela coligação PSD/CDS-PP. “As estradas não são limpas desde março ou abril deste ano. Esta é uma zona de muita emigração, de turismo, sobretudo de alojamento local, mas, mais grave, é que aquelas vias são atravessadas, nos meses de julho e de agosto, por centenas e centenas de peregrinos a caminho de São Bento e da Senhora da Abadia. As pessoas são abrigadas a caminhar nas estradas. É um perigo para quem ali caminha de dia e de noite”, alerta o autarca. Manuel Moreira acusa a IP de “faltar ao respeito” à população do concelho, sublinhando que “70 a 80%” dos munícipes vivem junto à estrada nacional. “Em 17 de junho, a Assembleia Municipal tomou posição sobre este assunto e eu intervim junto da IP no sentido de esta proceder à limpeza das bermas. Recebi da parte da IP a resposta de que os trabalhos de limpeza seriam realizados em julho, mas já estamos em agosto e está tudo na mesma”, lamenta o presidente da Câmara Municipal de Amares. Contactada pela Lusa, fonte oficial da IP reconhece que “houve um atraso” em relação à previsão para a realização dos trabalhos de limpeza das bermas, acrescentando que, “no início da próxima semana”, dará início à limpeza das bermas da EN 205 e da EN 205/3. O estado das bermas da EN 205 e da EN 205/3 levou a que a Câmara Municipal de Amares e as Juntas de Freguesia do concelho realizassem hoje uma conferência de imprensa para denunciar a situação.
Autor: Redação/Lusa