twitter

Cerveira entre os melhores do Alto Minho na eficiência financeira

Cerveira entre os melhores do Alto Minho na eficiência financeira
Fotografia DR

Redação

Publicado em 04 de novembro de 2023, às 10:47

Município destaca a eficácia e eficiência na gestão de dinheiros públicos.

Vila Nova de Cerveira ocupa os lugares cimeiros na lista dos municípios do Alto Minho que demonstram melhor eficiência económico-financeira, segundo o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2022, recentemente tornado público.

Na elaboração do ranking, da responsabilidade do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade do IPCA e do Centro de Investigação em Ciência Política da Universidade do Minho, e que conta com o apoio da Ordem dos Contabilistas Certificados e do Tribunal de Contas, os autores tiveram em linha de conta o desempenho dos municípios em 10 indicadores.

De acordo com o Anuário, o município cerveirense apresenta dados positivos em vários indicadores, desde logo, no que ao “Índice de Liquidez” diz respeito, já que, enquanto em 2021 se situava nos 183,1%, em 2022 subiu para 278,9% (um dos melhores do distrito, figurando no 3.º lugar); no que concerne ao “Peso do Passivo exigível no Ativo”, em 2022, situa-se nos 13,9% (sendo o 2.º melhor do Alto Minho); já no tocante ao “Índice de Divida Total”, enquanto em 2021 era de 46,4%, no ano de 2022 desceu para os 37,0% (surgindo como o 3.º melhor entre os 10 municípios do Alto-Minhotos); quanto ao “Prazo Médio de Pagamentos”, o Município, em 2022, continua a figurar no grupo de municípios com prazo médio de pagamentos inferior a 30 dias.

No que à população se refere, o Município de Cerveira obtém mais um indicador positivo, mantendo uma tendência de crescimento populacional, passando de 8923 habitantes em 2021 para 9175 em 2022 (mais 252 indivíduos em apenas um ano).

Na ótica do presidente da Câmara Municipal, Rui Teixeira, «estes resultados são o corolário dos esforços efetuados pelo executivo municipal na boa gestão das contas municipais, com máxima eficácia e eficiência na gestão dos dinheiros públicos».