twitter

JMJ: Papa vai a Fátima rezar pelo fim da guerra na Ucrânia

JMJ: Papa vai a Fátima rezar pelo fim da guerra na Ucrânia
Fotografia Vatican Media

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 06 de julho de 2023, às 16:51

Considera o diretor editorial dos media do Vaticano, Andrea Tornielli.

O diretor editorial dos media do Vaticano, Andrea Tornielli, considerou esta quinta-feira que a ida do Papa Francisco a Fátima no dia 5 de agosto, está ligada “à tragédia da guerra que atormenta a martirizada Ucrânia”.

Num texto publicado no portal Vatican News, Andrea Tornelli sublinha que o gesto de Francisco “pode ser ligado diretamente a outro que ele realizou, pouco mais de um mês após o início da guerra: a consagração da Rússia e da Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria, realizada em São Pedro, em 25 de março de 2022”.

“A consagração da Rússia, aliás, foi pedida pela aparição na mensagem aos pastorinhos de Fátima. Há 16 meses, Francisco rezou assim: ‘Perdemos o caminho da paz. Esquecemos a lição das tragédias do século passado, o sacrifício de milhões que morreram nas guerras mundiais. Desconsideramos os compromissos assumidos como Comunidade das Nações e estamos a trair os sonhos de paz dos povos e as esperanças dos jovens”, recordou Tornielli no texto hoje divulgado.

O responsável editorial pelos órgãos de comunicação do Vaticano lembra, também, que as aparições de Fátima “estão ligadas à história dos Papas do século XX, e se entrelaçam com as suas biografias pessoais”, culminando nas deslocações ao santuário da Cova da Iria de Paulo VI (1967), João Paulo II (1982, 1991 e 2000) Bento XVI (2010) e Francisco (2017).

Na quarta-feira, o reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas, anunciara que o Papa Francisco irá ter jovens doentes e reclusos a rezarem com ele na Capelinha das Aparições, em Fátima, no dia 5 de agosto.

Numa mensagem dirigida aos peregrinos, divulgada na página do Santuário de Fátima na Internet, Carlos Cabecinhas deixou o convite para que “na manhã de sábado, dia 5 de agosto, possam estar em Fátima para rezar com o Santo Padre”.

Segundo o programa previsto, o Papa Francisco chegará ao Santuário de Fátima às 9h00 de dia 5 de agosto e rezará na Capelinha das Aparições. “O Sumo Pontífice atravessará o Recinto de Oração no papamóvel e dirigir-se-á para a Capelinha das Aparições, onde o esperarão jovens doentes, que não poderão participar na JMJ em Lisboa, e alguns jovens reclusos. Depois da oração do Terço, o Papa dirigirá uma palavra aos peregrinos presentes e seguirá para Lisboa”, informou o Santuário, acrescentando que, “embora curto, o programa será intenso e cheio de significado dado que Francisco virá à Cova da Iria por vontade expressa desde que se soube da realização da JMJ em Lisboa”.

O Papa Francisco vai chegar a Lisboa para a Jornada Mundial da Juventude em 2 de agosto, regressando a Roma no dia 6, estando a visita a Fátima agendada para dia 5.

O programa da visita a Portugal, além de encontros com as autoridades civis do país e algumas visitas a instituições, contempla a participação do Papa, no dia 3 de agosto, à tarde, no Parque Eduardo VI, na cerimónia do Acolhimento dos peregrinos. No dia seguinte, presidirá, também no Parque Eduardo VII, à Via Sacra, enquanto no sábado, além da manhã, em Fátima, estará no fim da tarde e início da noite no Parque Tejo, para o início da Vigília dos jovens.

No domingo, além da missa final, durante a manhã, também no Parque Tejo, à tarde terá um encontro com os milhares de voluntários participantes na JMJ, no Passeio Marítimo de Algés, antes de regressar ao Vaticano.