twitter

Portugueses dão voto de confiança aos hospitais, mas tempo de espera pode melhorar

Portugueses dão voto de confiança aos hospitais, mas tempo de espera pode melhorar
Fotografia

Publicado em 29 de janeiro de 2019, às 11:38

Com 1.723 entrevistas válidas, a Deco recolheu informação sobre 42 hospitais de todo o país, incluindo ilhas, cinco dos quais privados.

Os portugueses ouvidos num estudo da Deco sobre as suas experiências nos hospitais dão um voto de confiança aos estabelecimentos de saúde, mas dizem que o tempo de espera, as opções alimentares e a comunicação ainda podem melhorar.

O trabalho, realizado pela Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco), em colaboração com investigadores da Faculdade de Medicina de Lisboa, pretendeu pôr o acento na experiência do utente, e não avaliar a qualidade dos serviços prestados.

“Aqui, quem avalia são os utentes, (…) é sobretudo de cuidados centrados no cidadão que estamos a falar”, refere a Deco no estudo, sublinhando que “um cuidado médico competente, mas destituído de atenção face ao ser humano a que é dirigido, produzirá muito provavelmente uma experiência pouco ou nada satisfatória”.


Autor: Redação/Lusa