twitter

Governo estende até ao final de agosto comparticipação de testes rápidos antigénio

Governo estende até ao final de agosto comparticipação de testes rápidos antigénio
Fotografia

Publicado em 03 de agosto de 2022, às 11:20

Alargamento do prazo vigora até ao dia 31 de agosto.

O Governo estendeu o prazo de comparticipação de testes rápidos de antigénio de uso profissional à Covid-19, prescritos pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS), até ao final de agosto. Segundo uma portaria publicada esta quarta-feira em Diário da República, este alargamento do prazo de comparticipação implica que os testes sejam prescritos pelo SNS e que não custem ao Estado mais de dez euros.

“Ainda que a evolução da situação epidemiológica tenha evidenciado alguma estabilização, dada a relevância da realização de testes de diagnóstico para despiste de infeção por SARS-CoV-2 para efeitos de referenciação de pessoas sintomáticas e deteção precoce de casos confirmados, importa assegurar a manutenção da vigência do regime excecional e temporário estabelecido, continuando a garantir o acesso e a realização” dos testes, refere a portaria assinada pelo Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales. A portaria entrou em vigor esta segunda-feira, dia 1 de agosto, e vai vigorar até ao dia 31 de agosto, “sem prejuízo da sua eventual prorrogação”.

Os testes de rastreio à Covid-19 são realizados nas farmácias, devidamente registadas no Sistema de Registo de Estabelecimentos Regulados da Entidade Reguladora da Saúde (ERS) e no Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (SINAVE), e devidamente registadas e habilitadas junto da Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed). De acordo com o último relatório da Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal registou, entre os dias 19 e 25 de julho, 29 277 infeções pelo coronavírus SARS-CoV-2, 72 mortes e manteve a diminuição dos internamentos.


Autor: Redação/Lusa