twitter

ERSE divulga hoje proposta de tarifa regulada da eletricidade para 2024

ERSE divulga hoje proposta de tarifa regulada da eletricidade para 2024
Fotografia Unsplash

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 16 de outubro de 2023, às 08:55

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) entrega hoje a primeira proposta de revisão tarifária da eletricidade, para famílias no mercado regulado, com os preços que vão vigorar no próximo ano.

 

A proposta será submetida ao parecer do Conselho tarifário, que tem até 15 de dezembro para aprovar os preços da energia que serão aplicados a partir de 01 de janeiro.

No caso do gás natural, as tarifas no mercado regulado aumentaram 1,3% a partir de outubro, face ao preço médio do ano-gás anterior.

Em julho, a ERSE aprovou a manutenção dos preços da eletricidade para o mercado regulado, durante a segunda metade do ano.

Já as tarifas de acesso às redes de eletricidade, outra das componentes que compõe o preço final pago pelos consumidores, sofreram um aumento excecional a partir de 01 de julho, para, segundo o regulador, as adequar “às atuais condições de mercado”, decorrendo “da atualização dos Custos de Interesse Económico Geral (CIEG) associados à produção de eletricidade, e cujo benefício para as tarifas de acesso às redes será menor do que o inicialmente estimado” para este ano.

No final de setembro, a ERSE revelou que os clientes com consumos de eletricidade anuais superiores podem, de forma geral, poupar mais no mercado liberalizado do que no regulado.

“Na comparação entre a oferta mais competitiva e a oferta do mercado regulado conclui-se que os consumidores com consumos anuais superiores podem, de uma forma geral, poupar mais no mercado liberalizado”, lê-se no boletim de ofertas comerciais de eletricidade, reportado ao terceiro trimestre.

A análise concluiu ainda que, nas ofertas da eletricidade, existem 16 comercializadores com ofertas inferiores à tarifa regulada, num total de 21, para os consumidores tipo um e dois (casal com dois filhos, com um consumo anual de 5.000 kWh, consumo em vazio de 40% e potência contratada de 6,9 kVA).