twitter

Ucrânia: Antigo bombeiro português morto no conflito

Ucrânia: Antigo bombeiro português morto no conflito
Fotografia Bombeiros de Macedo de Cavaleiros

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 04 de julho de 2024, às 19:54

Segundo a corporação que serviu em Macedo de Cavaleiros e a imprensa russa

O antigo bombeiro português João Luís Chaves Natário morreu hoje no conflito ucraniano, informou a corporação que serviu em Macedo de Cavaleiros e a imprensa russa.

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Macedo de Cavaleiros emitiu uma nota de condolências na rede Facebook, na qual expressa “o mais profundo pesar pelo falecimento de João Luís Chaves Natário”.

A corporação não especifica as circunstâncias da morte do seu antigo bombeiro, apenas referindo que foi “vítima do conflito militar entre a Rússia e a Ucrânia”.

No entanto, o Jornal de Notícias escreve que o português morreu durante um ataque russo em Dnipro, no sudeste da Ucrânia, que matou pelo menos cinco pessoas e deixou quase 50 feridas.

Segundo o diário russo Moskovkoie Komsomolskaia, citando o analista militar Boris Rojin no canal Telegram, o português, identificado no jornal como "Rico Chaves", estava ao serviço das forças ucranianas e foi abatido por tropas russas, sem detalhes sobre o local e a forma como morreu.

Os Bombeiros de Macedo de Cavaleiros indicam, na sua nota de pesar, que João Luís Chaves Natário pertenceu à corporação entre 2003 e 2007 e que, após a invasão russa há dois anos, “integrou voluntariamente a Legião Estrangeira Militar Francesa de Defesa Territorial da Ucrânia”.

“Durante toda a sua vida, quer como bombeiro quer como militar, o João defendeu sempre as pessoas, dedicando-se à proteção do bem mais precioso de todos: a vida humana. Foi nesta missão que hoje tragicamente perdeu a sua”, prossegue a nota dos Bombeiros de Macedo de Cavaleiros.