twitter

Portugal deixa de registar desequilíbrios macroeconómicos, afirma Comissão Europeia

Portugal deixa de registar desequilíbrios macroeconómicos, afirma Comissão Europeia
Fotografia Fotografia

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 19 de junho de 2024, às 11:12

Portugal deixou hoje, após vários anos de avisos da Comissão Europeia e de ter chegado a registar défice excessivo, de registar desequilíbrios macroeconómicos, divulgou a Comissão Europeia

 

“França, Espanha e Portugal já não registam desequilíbrios, uma vez que as vulnerabilidades diminuíram globalmente. Os riscos para a sustentabilidade orçamental serão analisados no âmbito das regras orçamentais reformadas”, anuncia o executivo comunitário em comunicado hoje divulgado.

A informação é divulgada no dia em que a Comissão Europeia divulga o pacote de primavera do Semestre Europeu, o quadro anual da União Europeia (UE) para coordenar a política económica, orçamental, social e de emprego.

O anúncio surge após Bruxelas ter colocado Portugal, por vários anos, na lista de Estados-membros com desequilíbrios macroeconómicos e de o país ter chegado a ser alvo de um procedimento por défice excessivo.

Também hoje, a instituição anunciou abertura de procedimentos por défice excessivo baseados no défice para sete Estados-membros da UE, sendo eles a Bélgica, França, Itália, Hungria, Malta, Polónia e Eslováquia.